Pesquisar

Canais

Serviços

- August de Richelieu/Pexels
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Alta de casos

Londrina: Educação vai recomendar uso da máscara nas escolas

Pedro Marconi - Grupo Folha
16 mai 2022 às 13:06
Continua depois da publicidade

A secretaria municipal de Educação de Londrina vai orientar as direções das escolas da rede e as famílias, a partir desta semana, sobre a recomendação para utilização da máscara de proteção dentro das instituições. Desde março, o uso do acessório é opcional no Paraná em ambientes abertos e fechados, o que também serve para as unidades de ensino. Na última sexta-feira (13), como mostrou a FOLHA, a secretaria de Saúde oficiou a pasta da Educação sobre a necessidade de reforço das medidas de prevenção à Covid-19

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Entre as justificativas pontuadas no documento estão as mudanças climáticas, em que as pessoas permanecem mais tempo em ambientes fechados; o aumento do número de casos confirmados de coronavírus, além do crescimento “dos outros vírus respiratórios, inclusive, com internação de casos graves em UTI (Unidade de Terapia Intensiva), tendo muitas crianças suscetíveis; e a Hepatite Aguda fulminante de etiologia desconhecida. 

Continua depois da publicidade


“Vamos acatar a recomendação e dar ciência para os diretores e pais. Nesse processo tivemos um fato interessante: cerca de 20% das crianças não tiraram as máscaras. Temos muitos professores e demais profissionais que também não tiraram a máscara”, destacou Maria Tereza Paschoal de Moraes, secretária municipal de Educação. 


Por enquanto, está descartada a possibilidade de tornar obrigatória a máscara dentro das escolas municipais, CMEIs (Centros Municipais de Educação Infantil) e CEIs (Centros de Educação Infantil). “A escola tem máscara descartável para oferecer e vamos ter que normalizar o uso da máscara. Vamos respeitar a decisão de cada família, professor e profissional (sobre usar ou não a máscara)”. A utilização da máscara segue obrigatória apenas para casos suspeitos e confirmados. 


Leia mais na Folha de Londrina.

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade