02/03/21
PUBLICIDADE
Inconstitucionalidades

Ministério Público recomenda que Polícia Militar retifique edital de concurso

O MPPR (Ministério Público do Paraná), por meio da Promotoria de Justiça dos Direitos Constitucionais de Curitiba, expediu uma recomendação administrativa ao Governo do Estado e ao comandante-geral da Polícia Militar sugerindo correções de pontos que considera inconstitucionais do edital de concurso público para admissão de soldados para a PM e o Corpo de Bombeiros.

Divulgação/PM
Divulgação/PM


No documento, o MPPR indica quatro pontos que merecem retificação: a inexistência de vagas para pessoas com deficiência e a desclassificação de candidatos que tenham tatuagens, dos que apresentem deformidade na orelha decorrente do uso de alargadores e dos que usem óculos ou lentes de contato.

Inconstitucionalidade

O Ministério Público alerta para a possível inconstitucionalidade dessas exigências, recomendando a retificação do edital de modo que sejam aceitos "os candidatos que apresentarem acuidade visual passível de correção por lentes; tatuagem, desde que não contrárias ao regime constitucional – ainda que não atendam a estética militar – e, ainda, daqueles que apresentarem deformidade na orelha decorrente do uso de alargadores de orelha ou acessório semelhante, uma vez que tais circunstâncias, consideradas desarrazoadas e desproporcionais, conforme amplamente exposto, não impedem o exercício da profissão”.

Quanto à inexistência de vagas reservadas às pessoas com deficiência, alega o MPPR, é "medida nitidamente inconstitucional, devendo ser promovida, subsequentemente, a reserva de 5% das vagas para as pessoas desse grupo, atendidos os critérios do artigo 54, § 1º, da Lei Estadual 18.419/2015”.

Reabertura

A recomendação aponta ainda a necessidade de reabertura do certame para que os candidatos prejudicados por força dos critérios mencionados possam se inscrever. O MPPR requer o acatamento imediato da recomendação administrativa e adverte que, embora tal instrumento não seja de atendimento obrigatório, a manutenção das exigências inconstitucionais no edital "poderá acarretar na adoção das medidas administrativas e ações judiciais cabíveis”.
Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Confira!

Programa oferece 30 mil vagas para professores em Educação Olímpica e Paralímpica

01 MAR 2021 às 18h00
É gratuito!

Biblioteca abre inscrições para o Ateliê de Artes Visuais

01 MAR 2021 às 17h52
Entenda

Inglês no Enem é obstáculo entre aluno de escola pública e a faculdade

01 MAR 2021 às 16h05
Confira!

Prouni abre inscrições para lista de espera nesta segunda-feira

01 MAR 2021 às 15h35
Saiba Mais!

Mais de 60 mil adultos deixaram de estudar durante a pandemia em SP

01 MAR 2021 às 15h20
Confira!

Atividades essenciais da UEL serão mantidas até 08 de março

01 MAR 2021 às 15h05
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados