15/12/19
34º/21ºLONDRINA
PUBLICIDADE
Saiba mais

Vestibular 2020 da UEL termina nesta segunda-feira para a maioria dos candidatos

Assim como no domingo (1º), o segundo dia da 2ª Fase do vestibular 2020 da UEL registrou alta temperatura, trânsito lento nas proximidades do campus e tranquilidade entre os candidatos, já ambientados com os locais de provas e com a dinâmica do concurso. A maioria dos vestibulandos preferiu chegar cedo para aguardar a abertura dos portões.

Agência UEL
Agência UEL


Por volta das 13 horas desta segunda-feira (2) era possível notar grande quantidade de veículos nos sete centros, onde são aplicadas as provas de conhecimentos específicas, composta por 12 questões discursivas distribuídas entre três das disciplinas do ensino médio. De acordo com o edital, os candidatos precisam aguardar pelo menos uma hora em sala, após o início da prova, com prazo máximo de quatro horas para a conclusão.

Em que se pese o desafio da prova de hoje, com questões discursivas, para a grande maioria o vestibular chega ao fim. Nesta terça-feira (3), apenas 646 candidatos aos cursos de Arquitetura e Urbanismo, Artes Visuais, Design de Moda e Design Gráfico farão as Provas de Habilidades Específicas. As provas serão das 8 às 11 horas e das 14 às 18 horas, no CTU (Centro de Tecnologia e Urbanismo) e no CESA (Centro de Estudos Sociais Aplicados).

No início desta tarde era fácil encontrar veículos de cidades diversas no campus, denunciando a grande presença de pessoas de fora. Dos mais de 8 mil vestibulandos, 4.853 são de outros municípios. A aposentada Rosimar Maria da Silva veio de Três Lagoas (MS) para trazer a filha mais nova, Tatiene, para tentar uma vaga no curso de Medicina Veterinária. São cerca de cinco horas de viagem. A candidata disse que a escolha pela UEL se deu pelo bom conceito do curso, além de ser uma Universidade pública. "Se o ensino é bom compensa muito", afirmou a vestibulanda.

A família Menani veio de Dracena (SP) para trazer a filha, Daniela, que tenta uma vaga no curso de Direito noturno. A irmã mais velha, Marcela, é estudante do último ano do curso de Fisioterapia e foi das responsáveis pela escolha da irmã. Já a mãe das duas, Débora, surpreendeu-se com o tamanho do campus. "Parece uma cidade", comparou ela.

Outra candidata que chegou cedo para a prova foi a estudante Ana Paula Luiza de Andrade, de 34 anos. Moradora do Jardim Vista Bela, na zona norte de Londrina, e cadeirante, ela contou que sonhava em cursar Direito para se especializar na luta pela integração e maior participação da pessoa com deficiência na sociedade.

"Aqui é meu espaço. Há um propósito nisso tudo", contou a estudante sobre o resultado na 1ª Fase. Ela disse estar confiante na aprovação, mantendo o ideal de se tornar advogada e fazer a diferença entre as pessoas com deficiência.

Neste domingo, primeiro dia da 2ª fase, foram registrados 589 ausentes do total de 8.419 candidatos, uma abstenção de 7%. As provas e gabaritos provisórios do primeiro dia já estão disponíveis no site da COPS (Coordenadoria de Processos Seletivos).

Este ano a UEL oferece um total de 2.559 vagas em 53 cursos de graduação, considerando turnos e habilitações, e outras 586 por meio do SISU (Sistema de Seleção Unificada), totalizando 3.145 vagas. Pela primeira vez, a UEL ofertará os novos cursos de Biotecnologia e Nutrição.
O resultado final será divulgado dia 13 de janeiro, a partir das 12 horas, no site da COPS.
Agência UEL
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
comentários
Continue lendo
UEL em 21º lugar

Universidades paranaenses estão entre as melhores do país

Veja mais e a capa do canal
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE