11/05/21
PUBLICIDADE
Menina prodígio

Londrinense de 16 anos passa em Medicina na UEL

A londrinense Giovana Rosa Gameiro, de apenas 16 anos, vai iniciar o ano letivo de 2015 dentro de uma sala da Universidade Estadual de Londrina (UEL). Então aluna do 2.º ano do Ensino Médio do Colégio Universitário, a adolescente driblou a concorrência de cem candidatos por vaga e passou em Medicina no último vestibular da instituição. "Quando vi meu nome (na lista de aprovados), não acreditei", contou a menina prodígio em entrevista ao Bonde nesta segunda-feira (2).

Giovana disse que fez as provas para apenas testar os seus conhecimentos e admitiu ter encontrado nos testes conteúdo que ainda não havia aprendido na sala de aula. "Tentei usar algumas coisas que já havia visto para resolver as questões, mas é claro que errei algumas delas", observou.


A rotina de estudos da adolescente teve início meses antes do vestibular. Eram cinco horas diárias de leituras, exercícios, aulas de redação (principal dificuldade da estudante) e até Kumon. A rotina de Giovana foi leve se comparada às verdadeiras maratonas de até 15 horas diárias de estudo de outros vestibulandos. A adolescente acredita que como não precisou lidar com a pressão do fim do Ensino Médio, aproveitou mais as horas investidas na preparação para as provas e, principalmente, encarou com tranquilidade a bateria de testes.

Marcos Zanutto/Equipe Folha
Marcos Zanutto/Equipe Folha


Como faz aniversário no fim de novembro, Giovana participou da primeira fase do vestibular com apenas 15 anos. "Já a segunda fase foi realizada um dia depois do meu aniversário", acrescentou. Questionada se está preparada para iniciar o Ensino Superior, a garota foi taxativa: "Claro que vai ser diferente do Ensino Médio, mas vou encarar (a entrada precoce na universidade) como mais um desafio. Como vou estar fazendo um curso que eu quero, não terei mais aquela pressão para estudar coisas que não me interessam", argumentou.

Família

O desempenho de Giovana surpreendeu a família toda. "Ela não acreditou. Tanto é que fomos para a praia no dia 14 e tivemos que voltar um dia depois, para conferir o resultado de perto", contou a mãe da adolescente, Vera Gameiro. Segundo ela, a garota sempre foi estudiosa - "a primeira da turma" - e estava se preparando para o vestibular desde o início do Ensino Médio. "No ano passado, ela fez as aulas de redação com o pessoal do 3.º ano. Acreditávamos no potencial dela, mas a surpresa foi muito grande mesmo assim", destacou.

Giovana teve como espelho o irmão mais velho, que passou em sete vestibulares em 2012 e, atualmente, cursa o terceiro ano de Medicina na Universidade de São Paulo (USP). Os dois vão seguir a carreira do pai, que é cirurgião. "Antes, ela comemorava o desempenho do irmão. Hoje, tem a própria conquista para celebrar", explicou. Segundo Vera, Giovana conseguiu provar para ela própria o tamanho de sua capacidade. "Essa foi mesmo a vontade de Deus".

Enem

Apesar da aprovação, Giovana enfrentou dificuldades para se matricular na UEL. Por sorte, a adolescente também fez o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e conseguiu comprovar, por meio do teste, que tinha condições de 'pular' o 3.º ano e ir direto para a universidade. "O Enem emite um certificado com a comprovação, mas só para pessoas com mais de 18 anos. Fomos atrás de um advogado, que conseguiu uma liminar na Justiça favorável para a emissão do documento", explicou a mãe da adolescente.

O certificado foi anexado à lista de documentos necessários para a matrícula na universidade. "A UEL garantiu que está tudo certo. Só dependemos da assinatura de um funcionário que está de férias", comemorou Vera.
Guilherme Batista - Redação Bonde
PUBLICIDADE
Continue lendo
Comemoração!

UEM completa 45 anos com mais de 75 mil profissionais formados

11 MAI 2021 às 11h13
Saiba mais

Projeto de professores usa inteligência artificial e relógio contra depressão

11 MAI 2021 às 08h20
Conheça as Obras do Jardim

Museu de Arte de Londrina comemora aniversário com exposição virtual

10 MAI 2021 às 17h35
Veja os depoimentos!

Pesquisa aponta que 79% de mulheres que atuam na música são discriminadas

10 MAI 2021 às 17h21
É até quinta!

Prouni: começa entrega de documentos para bolsas remanescentes

10 MAI 2021 às 16h38
Cuide-se na pandemia!

Professora da UEL orienta sobre hábitos e alimentos que melhoram a imunidade

10 MAI 2021 às 16h25
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados