01/06/20
25º/10ºLONDRINA
PUBLICIDADE
|
Na avenida

Conheça a musa do Londrina Esporte Clube que vai desfilar no carnaval de São Paulo

Aos 21 anos, a modelo e influencer londrinense Thay Lupi será um dos destaques da escola de samba Colorado do Brás, que faz parte do Grupo Especial do carnaval de São Paulo. A jovem já representou o Londrina Esporte Clube no concurso Musa do Brasileirão e o Paraná no concurso Musa do Brasil, ambos em 2018.

Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram


A fama na internet começou quando ela gravava vídeos ao lado de um youtuber londrinense. "O pessoal foi descobrindo meu Instagram e eu alcancei os 40 mil seguidores. Depois disso, eu fui trabalhando sozinha com conteúdos e empresas parceiras”, conta Thay.

Os primeiros convites de escolas de samba surgiram em 2019, mas foram recusados pela modelo, que mora em São Paulo. "Eu não estava me sentindo preparada para o carnaval. Querendo ou não, quando você vai desfilar, o seu corpo fica muito à mostra. Na época, eu não me sentia bem com meu corpo, então preferi não desfilar.”

Em 2020, Thay Lupi afirma ter recebido convites de várias escolas do Rio e de São Paulo, mas escolheu a Colorado do Brás após uma pesquisa de campo. "É uma boa escola, não atrasa fantasia, tem uma boa ética, é uma escola com um nome legal, que não se envolveu em polêmicas.”

Ver essa foto no Instagram

• Oh, I don't care! •

Uma publicação compartilhada por @ thaylupi em



Entrando no clima

A empolgação da musa aumentou ainda mais após o contato com os bastidores da escola. "Eu estou naquela fase mais gostosa, que é de conhecer a comunidade. Fui lá conhecer o barracão onde são feitas as fantasias e os carros alegóricos. Tudo está sendo bem surpreendente”, relatou.

A Colorado do Brás foi fundada em 1975 por um grupo de amigos que queria divulgar a cultura popular brasileira e desenvolver projetos sociais para a comunidade carente do Brás, bairro da região central de São Paulo. Em 2020, a agremiação leva para a avenida o enredo "Que Rei Sou Eu?”.

A ideia é contar a história de Dom Sebastião, rei que herdou o trono de Portugal aos três anos e passou a governar em 1568, ao completar 14 anos. Ele desapareceu em 1578, na Batalha de Alcácer-Quibir, quando seu exército foi derrotado por tropas marroquinas. Seu corpo nunca foi encontrado, o que deu margem a muitas teorias e lendas.

A Colorado é a 2ª escola a desfilar neste sábado (22). Os desfiles no Sambódromo do Anhembi começam às 22h30.

Investimento na folia

Uma das principais curiosidades dos fãs é quanto ao valor gasto para participar do desfile. Thay explica que, por ter sido convidada, não pagou pelo lugar de destaque. A única exigência foi que ela colaborasse com a produção do traje.

"Eu escolhi uma fantasia com vários cristais e penas. Mesmo sendo minimalista, é uma fantasia super elaborada, tem vários adereços no corpo inteiro. São adereços caros, então um atelier produz e a gente paga pela fantasia, somente”, explica.

Thay ainda não pode dar detalhes, mas revela alguns elementos da vestimenta. "Vai ser a representação de uma deusa do mar, um biquíni todo cravejado de cristais. Nas costas, vou usar penas azuis, todas sintéticas, porque sou contra a ideia de maltratar os bichinhos para fazer fantasia.”

Embora sempre sejam feitas alterações de última hora, Thay estima que o traje já tenha custado cerca de R$ 15 mil. "Só de cristais, são quatro quilos. A fantasia é um pouco pesada, mas estou adorando o investimento, acho que está valendo a pena.”



Cuidados com o corpo e a mente

A preparação para o desfile, que dura entre 55 e 65 minutos, é cuidadosa. "Estou fazendo um jejum intermitente, geralmente à noite, e corto mais ou menos no horário do café da manhã. Eu realmente nem sinto vontade de comer, porque estou muito empolgada.”

Ainda sobre alimentação, a musa afirma evitar exageros. "Eu sou bem naturalista, gosto de comida fresca, feita em casa. Eu mesma preparo, então sei a pesagem. Geralmente, tenho acompanhamento online e presencial de um personal e estou sempre dando uma passadinha no nutricionista.”

Thay Lupi conta que teve um período de depressão na adolescência e explica como lida com a situação. "Trato com terapia, atividades físicas e boa alimentação. Eu aprendi que a depressão é uma doença crônica que pode ter os sintomas melhorados quando cuidamos do nosso corpo e mente.”

Ela ainda aproveita para dar uma dica a quem enfrenta a mesma dificuldade. "A depressão vem e vai. Procure uma pessoa de confiança em quem possa se apoiar e conversar sobre isso. Minha mãe me ajudou muito.”

(*Sob supervisão do editor on-line, Rafael Fantin)
Tiago Santos - Estagiário*
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Conteúdo relacionado:
Para todos os bolsos
Tá duro? Saiba como curtir o Carnaval em Londrina com até 'cinquentão'
Programe-se!
Confira o que abre e fecha no Carnaval em Londrina
Siga o lance a lance
Londrina recebe o Rio Branco e joga pela classificação no Café
Continue lendo
Presença VIP
Justiça manda empresa de cosmético pagar R$ 40 mil de multa a Gianechinni
31/05/2020 12:38
Confessou a Hickmann
'Meu objetivo é ser ator de Hollywood', diz Pyong Lee
30/05/2020 17:12
Confissões em live
Xuxa diz que não sonha em oficializar união, mas Sasha sim
30/05/2020 17:05
É cada uma...
Cantora Grimes leiloa parte de sua alma em exposição online
30/05/2020 15:59
No dia do aniversário
Gretchen fica noiva de saxofonista após dois meses de quarentena
30/05/2020 15:53
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados