18/01/21
PUBLICIDADE
Lançamento

Disney+ no ar: saiba tudo sobre o novo serviço de streaming

Reprodução
Reprodução


Um ano depois de estrear nos Estados Unidos e em diversos outros territórios, e de alcançar mais de 73 milhões de assinantes, o serviço de streaming da Disney, o Disney+, enfim chega ao Brasil - e também ao resto da América Latina - à meia-noite desta terça-feira (17), envolto em expectativa.


Hoje uma das principais forças dos mercados de cinema e televisão do mundo, a Walt Disney Company expande o alcance de sua plataforma de conteúdo sob demanda a fim de bater de frente com concorrentes já estabelecidos, principalmente a Netflix.

Com preço de R$ 27,90 ao mês, a assinatura dá direito a ver filmes, séries e outros programas das marcas Disney, Pixar, Marvel, National Geographic e da franquia "Star Wars". Ao todo, são cerca de 500 filmes e 7.000 episódios no catálogo, que poderão ser testados de graça antes da adesão, por sete dias.

Dentro desse emaranhado estão também conteúdos da extinta Fox, comprada pela Disney, como a série animada "Os Simpsons". Vale lembrar que adaptações de quadrinhos da Marvel produzidas por outros estúdios, como é o caso dos filmes do Homem-Aranha, da Sony, não entrarão no catálogo.

Cerca de 40 obras originais da plataforma estarão disponíveis tão breve ela comece a funcionar no território brasileiro. Entre os destaques estão "The Mandalorian", indicada ao Emmy de melhor série dramática e já em sua segunda temporada, e "High School Musical: O Musical: A Série", baseada na trilogia de filmes estrelada por Zac Efron nos anos 2000.

Entre os filmes exclusivos da Disney+ estão um live-action de "A Dama e o Vagabundo" e uma versão filmada do musical da Broadway "Hamilton". Alguns títulos impedidos de chegar ao cinema por causa da pandemia de Covid-19 vão estrear direto por lá, como "Mulan", em 4 de dezembro, e "Soul", em 25 de dezembro.

Também são vários os documentários e programas de variedades originais que se debruçam sobre a própria história e o legado da Disney. Há desde programas documentais sobre importantes nomes da empresa, como o letrista Howard Ashman, até séries que exploram o funcionamento de seus parques de diversão e sobre casamentos com decoração inspirada em Mickey Mouse.

Para o futuro, a Disney+ prepara armamento pesado para disputar mercado com a concorrência, com séries que vão expandir os universos de franquias populares e lucrativas, como as dos heróis da Marvel e "Star Wars".

Quanto à funcionalidade da plataforma, ela se assemelha bastante a plataformas já conhecidas pelos brasileiros, como Netflix e Amazon Prime Video. Cada assinatura terá o direito de criar até sete perfis de usuários - com listas de favoritos e recomendados, por exemplo - e poderá assistir em até quatro dispositivos simultaneamente.

Além de ver os títulos ao se conectar à internet, os usuários também poderão fazer o download deles, em até dez dispositivos cadastrados. Eles estarão disponíveis com áudio e legenda em 17 idiomas e acompanhados de closed captions, as legendas para surdos, e audiodescrição, para cegos.

Voltado para conteúdos familiares - termo um tanto obscuro e nunca realmente explicado pela empresa -, o Disney+ permitirá que pais criem perfis infantis que vão bloquear produções recomendadas para pessoas acima da faixa etária dos filhos.

A nova plataforma de streaming estará disponível em TVs inteligentes, reprodutores de mídia como Chromecast e Apple TV, videogames das linhas PlayStation e Xbox, navegadores de internet para o computador e celulares e tablets com sistema operacional iOS e Android. Na hora de assinar, há combos e promoções feitas em parceria com as marcas Globoplay, Bradesco, Next, Vivo e Mercado Livre.
Folhapress
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Confira!

Turismo ferroviário: nova atração de passeio de trem no Brasil

18 JAN 2021 às 16h34
Saiba mais

Justiça dá medida protetiva a Steven Spielberg contra fã que o ameaça de morte

18 JAN 2021 às 16h10
Ranking

Kaysar e Ana Clara detêm recorde de prova mais longa no BBB desde 2018

18 JAN 2021 às 15h10
Saiba mais

Kelly Key revela que já sofreu assédio de diretor de TV

18 JAN 2021 às 14h52
Confira!

Justin Timberlake fala pela primeira vez sobre nascimento do segundo filho

18 JAN 2021 às 14h37
Deu ruim

Porta dos Fundos é acusado de preconceito etário por vídeo de humor

18 JAN 2021 às 14h21
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados