29/09/20
°/°
Fake news

Em meio à ataques, Felipe Neto ganha apoio de artistas e políticos

O nome de Felipe Neto, 32, voltou a ser um dos assuntos mais comentados no Twitter, nesta segunda-feira (27) após o youtuber ser alvo de fake news que o acusam de incentivar a pedofilia. Uma montagem de um tuíte falso que atribui ao influenciador a frase "criança é que nem doce, eu como escondido" vem sendo compartilhada em diferentes redes sociais, como Facebook e WhatsApp

Reprodução / Instagram
Reprodução / Instagram


Neto afirma que trata-se de uma "mentira nojenta" articulada pela extrema direita para arruinar com a sua reputação. "Todas essas postagens negativas são ataques orquestrados com o único objetivo de destruir reputações, o que comprova o quão inclinados ao ódio, silenciamento e perseguição são os envolvidos. Não preciso nem irei responder ódio com ódio, porque a verdade sempre prevalece", afirma Felipe Neto.

Segundo ele, até por volta do meio-dia desta segunda (27), 416 vídeos no Facebook e no Instagram que tentavam associá-lo a pedofilia e conteúdo impróprio foram derrubados por violações das diretrizes da plataforma.

Diversas personalidades como os atores Alexandre Nero e Patricia Pillar, o apresentador Luciano Huck e políticos como Ciro Gomes (PDT) e Marcelo Freixo (PSOL) se manifestaram em solidariedade ao youtuber. A hashtag #JuntosComFelipeNeto ficou entre os assuntos mais comentados no Twitter durante todo o dia.

"Hoje é o Felipe Neto, amanhã pode ser sua mãe, seu filho ou mesmo você. Inaceitável", escreveu Nero.

"Covardia, bullying, desrespeito, nada disso é tolerável. Felipe Neto é voz corajosa nas redes. Goste-se ou não dele, temos de defender quem renova o debate público. Se nossa geração quer deixar como legado um país mais afetivo e eficiente, temos de participar mais", tuitou Huck ao repostar mensagem de Neto sobre os ataques.

À noite, a hashtag #TodosContraFelipeNeto também entrou nos assuntos mais comentados do Twitter. Muitas das mensagens compartilhavam o tuíte falso atribuído ao youtuber.

Recentemente, o jornal New York Times produziu um vídeo em inglês com Felipe Neto, com chamada na home page para "Trump não é o pior presidente de pandemia. Basta perguntar aos brasileiros". No vídeo, ele diz coisas como:

"Ok, no momento, somos apenas o segundo em mortes, mas tenho certeza de que o nosso líder, Jair Bolsonaro, é o pior presidente da Covid no mundo. Bolsonaro é um militar que defendeu o uso de tortura sob a ditadura do Brasil... Vocês ficaram irritados por causa de um mísero comício de Trump em Tulsa. Mas Bolsonaro faz isso o tempo todo. Ele vai a manifestações contra o Congresso. Vai a manifestações pedindo intervenção militar. Vai a mercados lotados. Vai a cerimônias militares. Vai a protestos contra o Supremo."

Neto é uma das principais vozes de oposição ao governo Bolsonaro nas redes. Um estudo feito pela empresa de pesquisa Quaest e publicado pelo jornal O Globo mediu a popularidade de 15 personalidades na internet –Felipe Neto é o segundo no ranking, atrás apenas do presidente, mas à frente de Anitta e Luciano Huck.
Folhapress
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Dueto a distância
Luan Santana canta 'Novos Tempos' em dueto com Ludmilla no Criança Esperança
28 SET 2020 às 16h31
League of Legends
Após se recuperar na competição, INTZ é eliminada pela MAD Lions
28 SET 2020 às 15h41
Barraco
Xuxa diz que mulher que jogou garrafa de água no Leblon devia ter 'levado dois tapas'
28 SET 2020 às 15h12
Segredos da rede
Deep web e dark web: entenda o que existe nas profundezas da internet
28 SET 2020 às 09h47
Worlds 2020
INTZ surpreende ao vencer líder do grupo e disputa desempate com a MAD
28 SET 2020 às 09h29
Decepcionado
JP Gadêlha: Biel é manipulador e Cartolouco é mentiroso
28 SET 2020 às 09h20
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados