Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Internet

Falha no site da Amazon gera descontos de até R$ 435

Daniela Arcanjo e Marcelo Azevedo - Folhapress
27 jan 2022 às 10:19
- Pixabay
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Descontos bastante generosos alçaram a Amazon aos assuntos mais comentados do Twitter na manhã desta quarta-feira (26). Desde a madrugada, códigos de cupons passaram a circular na rede social e em canais de promoções e se espalharam entre os usuários.


Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade

Comuns na estratégia de marketing de ecommerces, os cupons -oferecidos em dias festivos ou por famosos que tenham parceria com a marca, por exemplo- estavam cumulativos: era possível adicionar vários deles e ter descontos inusuais.

Leia mais:

Imagem de destaque
Trend do momento

'Calma, calabreso', meme que causou treta no BBB 24, vira fantasia no Carnaval de rua

Imagem de destaque
Eita!

Conversa de WhatsApp com funcionários da Jovem Pan vaza no ar e surpreende espectadores

Imagem de destaque
Criminalidade

Brasileiros criam e exportam vírus que desvia transferências em mais de 60 bancos

Imagem de destaque
Mais fake news

Publicações em redes sociais indicam ivermectina contra dengue; não há eficácia comprovada


O maior valor confirmado pela reportagem foi de R$ 435 em livros -​29 cupons de R$ 15. Houve relatos até mesmo de produtos adquiridos gratuitamente.

Publicidade


Questionada se as compras feitas com os cupons serão canceladas, a empresa não respondeu, mas afirmou que houve um problema no site. "Lamentamos qualquer inconveniente causado e entraremos em contato com os clientes impactados", afirmou a companhia em nota.


Muitos dos códigos eram específicos para novos usuários, o que provocou uma corrida dos clientes por novos cadastros. Nenhum dos cupons testados pela reportagem seguia válido, e os consumidores estão em dúvida sobre um eventual cancelamento das compras.


A reportagem conseguiu confirmar a compra de um produto adquirido com os cupons que, segundo o canal de atendimento da marca, não seria cancelado.

Publicidade

Últimas notícias

Publicidade