Pesquisar

Canais

Serviços

- Divulgação/AEN/Teatro Guaíra
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
No Guairão

Destaques internacionais participam do concerto da OSP

Agência Estadual de Notícias
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

Duas personalidades de renome internacional, maestro argentino Gustavo Plis-Sternberg e o pianista italiano, Andrea Bacchetti, participam do concerto da Orquestra Sinfônica do Paraná, nesta quarta (8), às 20h30, no Guairão.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Para o programa foram selecionadas três importantes obras do repertório clássico, "Concerto "Soirèe" para piano e orquestra", de Nino Rota; "Abertura festiva, Op. 96", de Dimitri Shostakovitch e "Romeu e Julieta - Suite No. 02, Opus 64", de Sergei Prokofiev.

Continua depois da publicidade


Gustavo Plis-Sterenberg, regente do tradicional Teatro Marinski, de São Petersburgo, conduz a Orquestra Sinfônica do Paraná pela primeira vez, mas já é conhecido do público brasileiro. Em 2002 foi o ensaiador e também regente da famosa obra de Shakespeare, Romeu e Julieta, apresentada no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, em versão multimídia. Em seu currículo constam diversas gravações incluindo a Orquestra Sinfônica de Liepaja e a Sinfônica Nacional da Letônia (Riga), realizou gravações da "Scheherazade" e "Carmina Burana". Recebeu a medalha de prata no IV Concurso Internacional de Música (Viena, Áustria), recebida em 1995.


O consagrado pianista, Andrea Bacchetti, fez sua estreia em solo brasileiro, em 2000, na Série Latina, da Secretaria de Estado da Cultural do Paraná. Dois anos mais tarde ele participou da série "Concertos do Meio Dia", no MASP, São Paulo. Bacchetti, apesar da pouca idade, hoje com 32 anos, possui um currículo extenso incluindo participações nos principais festivais de música, assim como apresentações junto às orquestras européias, francesas, espanholas entre outras.


A apresentação abre com a obra "Abertura festiva, Op. 96", de Dimitri Shostakovitch, escrita sob encomenda para o trigésimo sétimo aniversário da Revolução Comunista. A peça tem grande efeito e uma linguagem neo-clássica com temperos modernistas de muito brilho.

Continua depois da publicidade


A segunda obra do concerto será do compositor Nino Rotta, "Concerto "Soiree" para Piano e Orquestra", com o pianista, Andrea Bacchetti. A composição foi escrita entre 1961 e 1962 e está dividida em cinco movimentos: 1- Valzer-fantasia (Tempo di Valzer tranquillo); 2 - Ballo figurato (Allegretto calmo, com spirito); 3 - Romanza (Andante maliconico); 4 - Quadriglia (Allegro com spirito); 5 - Can-can (Animatissimo).



A terceira obra a ser aprestada encerra o concerto, "Romeu e Julieta - Suite No. 02, Opus 64", de Sergei Prokofiev. São trechos do famoso balé, em 3 atos escrito no ano de 1935, baseado no texto de William Shakespeare e que foi apresentado pelo Balé Teatro Guaíra e a Orquestra no ano passado, com muito sucesso.

Serão apresentados seis movimentos: 1) Montequios e Capuletos (A introdução corresponde ao número 7 do primeiro ato); 2) Julieta menina (extraído do segundo quadro do primeiro ato); 3) Frei Lourenço (originado do segundo ato, quarto quadro); 4) Dança (versão abreviada da dança dos casais do segundo ato, terceiro quadro); 5) Romeu e Julieta antes de sua separação (reúne várias cenas do sexto e oitavo quadros); 6) Dança das jovens das Antilhas (o ballet indica moças com lírios do oitavo quadro) e 7) Romeu no túmulo de Julieta (este movimento apresenta o enterro de Julieta, penúltimo número do ballet). A grande dramaticidade das lamentações é a marca desta passagem, que encerra com a morte de Julieta.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade