28/09/20
°/°
Confira as regras

Está preparado para a ExpoLondrina 2020? Veja se você pode entrar!

As vendas de ingressos para a ExpoLondrina 2020 já rolam desde fevereiro pela internet e, em pontos de venda físicos, começou na segunda-feira (2), e você está se preparando para a festa que vem por aí. Mas será que você vai poder entrar, sem qualquer restrição? Paga meio ingresso? E fazer imagens com drones, será que pode?

Arquivo Folha
Arquivo Folha


A entrada e a permanência no Parque de Exposições Ney Braga têm uma série de regras estipuladas por diversos órgãos, que vão da Vara da Infância e Juventude e da Promotoria de Defesa da Criança e do Adolescente até a Anac (Agência Nacional de Viação Civil). Para não ser barrado no baile ou ter de ir embora mais cedo da festa, fique ligado nessas orientações.

A entrada no parque de exposições só é permitida para pessoas acima de 14 anos e, abaixo desta idade, é necessário estar acompanhado de pais ou responsáveis legais devidamente reconhecidos. Já no recinto de shows e nos rodeios, a entrada desacompanhada é permitida a partir dos 16 anos de idade.

"Aí, [o adolescente] chega aqui, não tem o acesso permitido e fica bravo. E, muitas vezes, com o agravante de vir de cidades vizinhas, como Apucarana, que chega aqui e não entra, porque é menor de idade e a regra é clara: sem o pai ou acompanhante, não entra. Não fui eu quem inventei a regra, é decisão do Juizado de Menores e do Ministério Público”, alerta o presidente da Sociedade Rural do Paraná, Antônio Sampaio.

Todos os anos, alguns meses antes do início do evento, as regras são estipuladas pela Vara da Infância e Juventude. As regras são publicadas tanto no verso dos ingressos quanto no site da ExpoLondrina.

Sampaio também alerta para outra ocorrência comum: depois de entrar com o menor de idade, o responsável o deixa sozinho ou até vai embora. "E o que acontece? Existe a responsabilidade em relação a isso”, avisa.

Segundo o presidente da SRP, se o adolescente for flagrado sozinho por fiscais do Juizado da Infância e Juventude, pode dar problema para o responsável. "A gente coloca em pauta essa questão porque é um desrespeito não apenas com o evento, mas também com a criança, com o menor de idade, que deveria estar acompanhado pelo pai e fica ali, sozinho”, diz.

Quem paga meia?

Também são estipuladas as regras para a meia entrada e entradas gratuitas. Rodeios e shows, todos pagam, seja valor cheio, seja meia entrada.

Já para ingressar no recinto de exposições, são isentos de pagamento as crianças até seis anos, idosos a partir de 65 anos e pessoas com necessidades especiais com um acompanhante. Pagam meia entrada as crianças de 7 a 12 anos, estudantes dos ensinos Fundamental, Médio e Superior; jovens de 15 a 29 anos de baixa renda, com documento comprobatório de inscrição no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais); idosos entre 60 anos e 64 anos; doadores de sangue, identificados por documento oficial expedido pela Secretaria de Estado da Saúde, atualizado com doação há até 60 dias; professores das redes pública e particular, com apresentação de contracheque, holerite ou carteirinha, acompanhado de documento com foto.

Sampaio ressalta que a falta de devida comprovação tanto de responsabilidade legal sobre os menores de idade quanto para o pagamento de meia entrada são essenciais e a ausência deles implica na impossibilidade de concessão do benefício ou no ingresso ao parque.

Cuidados aéreos

A utilização de drones dentro do parque de exposições e no recinto de shows é permitida, mas necessita de autorização legal para a utilização. Isso ocorre porque o espaço aéreo fica na rota do Aeroporto José Richa. "É possível usar o drone no parque, desde que tenha autorização. Com isso, a Anac vai dar as orientações sobre onde pode subir, onde não pode, a que altura, em qualquer área dessa região ou rota do aeroporto de Londrina”, diz o coordenador de segurança da exposição, o diretor executivo Arnoldo Bulle.

De acordo com ele, na edição do ano passado, sete aparelhos foram apreendidos durante a feira, que conta com um Centro de Comando e Controle, um caminhão das autoridades policiais que fazem a apreensão por meio de joystick. "Eles [Polícia Militar] têm um sistema que entra no sistema operacional do drone e faz o sequestro do voo. Então, com o aparelho sequestrado, a PM passa a controlar o drone, pousam em determinado local e fazem a apreensão", explica.

"Este ano, espero que não seja nenhum [apreendido], que os visitantes sigam as normas estabelecidas. Não adianta, depois, vir reclamar para nós [SRP]. É lei, não podemos fazer nada”, alerta.
Luís Fernando Wiltemburg - Grupo Folha
Continue lendo
Dueto a distância
Luan Santana canta 'Novos Tempos' em dueto com Ludmilla no Criança Esperança
28 SET 2020 às 16h31
League of Legends
Após se recuperar na competição, INTZ é eliminada pela MAD Lions
28 SET 2020 às 15h41
Barraco
Xuxa diz que mulher que jogou garrafa de água no Leblon devia ter 'levado dois tapas'
28 SET 2020 às 15h12
Segredos da rede
Deep web e dark web: entenda o que existe nas profundezas da internet
28 SET 2020 às 09h47
Worlds 2020
INTZ surpreende ao vencer líder do grupo e disputa desempate com a MAD
28 SET 2020 às 09h29
Decepcionado
JP Gadêlha: Biel é manipulador e Cartolouco é mentiroso
28 SET 2020 às 09h20
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados