Pesquisar

Canais

Serviços

Nas alturas

Argentina perde outra e se complica nas Eliminatórias

Agência Estado
07 jun 2009 às 08:40
Publicidade
Publicidade

O Equador fez uma boa partida nesta quarta-feira para superar a Argentina em Quito, assumindo a quinta posição das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010. Jogando em um Estádio Atahualpa praticamente lotado, os equatorianos saíram para o jogo e foram recompensados com a vitória por 2 a 0. O resultado deixa a seleção, ao menos temporariamente, à frente do Uruguai. Enquanto o Equador soma 20 pontos, os uruguaios têm 17, mas ainda encaram a Venezuela.

A Argentina, que não poupou titulares, fazia um bom jogo até que Tevez perdeu um pênalti, ainda no primeiro tempo, o que acabou tirando a concentração dos visitantes. Mesmo com a derrota, os argentinos terminam a 14.ª rodada do classificatório na quarta posição, com 22 pontos. Chile, Paraguai e Brasil, que estão acima na tabela, ainda entram em campo nesta quarta. Agora, Equador e Argentina só jogam novamente pelas Eliminatórias no início de setembro.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Procurando aproveitar o fator casa, o Equador começou com tudo a partida em Quito. Logo nos primeiro segundos, Caicedo já invadiu a área e tentou o chute, mas foi travado pela zaga argentina. Com o jogo ainda aberto, os visitantes contra-atacaram e Tevez fez boa jogada, mas chutou fraco e parou no goleiro Elizaga. Ainda antes dos dez minutos, os equatorianos perderam o atacante Tenorio, que saiu sentindo dores nas costas, para a entrada de Jefferson Montero.

Leia mais:

Imagem de destaque
Em Guayaquil

Com estreia de Zubeldía, São Paulo encara o Barcelona nesta quinta-feira

Imagem de destaque
Na Libertadores

Flamengo arrisca na estratégia e vê pressão subir mesmo após 1ª derrota no ano

Imagem de destaque
Troca?

Indefinição sobre Cássio pode dar sobrevida a Carlos Miguel no Corinthians

Imagem de destaque
Busca comprador

Em crise financeira, Paramount tenta se livrar do contrato da Libertadores e Sul-Americana


O confronto seguia equilibrado no Estádio Atahualpa, e a Argentina parecia superar a altitude de Quito para chegar com perigo, principalmente nas descidas de Tevez. No entanto, o Equador também assustava ao seu estilo, veloz e arriscando chutes fortes de longa e média distância. Foi assim que Montero quase marcou aos 22, quando bateu bem da entrada da área, mas para fora. O troco argentino viria logo depois.

Publicidade


Com 26 minutos, a Argentina contra-atacou em velocidade e Tevez ia invadindo a área. O goleiro Elizaga apareceu e derrubou o atacante, cometendo um pênalti escandaloso. O próprio atacante foi para a cobrança, mas perdeu a oportunidade de marcar. Tevez, que costuma chutar forte as penalidades, preferiu bater colocado, rasteiro, no canto esquerdo do goleiro, e Elizaga foi buscar, defendendo até com certa facilidade.


O pênalti perdido pela Argentina motivou o Equador, que quase marcou aos 31 minutos. Valencia arrematou forte de fora da área e a bola passou perto da meta adversária. A pressão no final do primeiro tempo, entretanto, não resultou em gol. Na segunda etapa, os anfitriões continuaram em cima dos argentinos. Logo nos primeiros minutos, Ayoví cobrou falta na entrada da área para a boa defesa do goleiro Andújar.

Publicidade


A melhor chance dos visitantes após o pênalti desperdiçado por Tevez veio com 13 minutos da etapa final. Gago pegou rebote do goleiro e chutou, mas parou novamente em Elizaga. A atuação segura do arqueiro permitiu que o Equador partisse para a vitória em casa. O gol que abriu o caminho para o triunfo saiu aos 26 minutos, com Ayoví, depois que Zanetti errou na saída de bola e deixou o lateral-esquerdo livre para marcar.


Ayoví avançou pela esquerda e acertou um belo chute cruzado, no ângulo superior do gol argentino. Andújar ainda tocou na bola, mas não o suficiente para evitar o gol. O 1 a 0 fez com que o técnico Diego Maradona promovesse duas mudanças na equipe. Além de Tevez, que já tinha saído para a entrada de Bergessio, o treinador ainda colocou Verón e Milito nos lugares de Gago e Heinze, respectivamente. Quando Verón tinha acabado de entrar, saiu o segundo gol.

Já aos 38 minutos, Palacios, que tinha substituído Noboa, aproveitou o domínio errado de Méndez e pegou a bola dentro da área argentina. Antes de chutar colocado, sem chances de defesa para Andújar, ele ainda fintou Demichelis, que ficou caído no chão. Com 2 a 0 no placar, o Equador não teve dificuldades para administrar a vitória até o fim, já com a Argentina rendida em campo. Aos 48, Valencia acertou a trave e por pouco não fez o terceiro.


Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade