Pesquisar

Canais

Serviços

- Rubens Chiri/saopaulofc.net
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Na busca por títulos

Ceni cobra mais reforços no São Paulo para 'brigar mais alto' na temporada

Folhapress
26 jan 2022 às 17:30
Continua depois da publicidade

O São Paulo trouxe cinco reforços para a temporada de 2022 depois de brigar contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro no ano passado. Ainda assim, o técnico Rogério Ceni diz acreditar que o elenco precisa de mais peças para conseguir brigar por títulos.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


A primeira taça em disputa para os tricolores no ano é a do Campeonato Paulista, competição pela qual o São Paulo, atual detentor da conquista, estreia nesta quinta-feira (27), às 21h30, em visita ao Guarani no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP).

Continua depois da publicidade


"Os nomes que chegaram são todos bons jogadores: Nikão, Alisson, Jandrei, Patrick e Rafinha. São todos jogadores experimentados, que já demonstraram capacidade nos clubes onde jogaram. A gente se sente melhor e com mais opções do que no ano passado. Mas ainda precisamos de reforços em alguns setores", disse em entrevista coletiva virtual nesta quarta-feira (26).


"O clube atravessa um momento delicado na parte financeira para trazer jogadores. [Os recém-contratados] Eram jogadores em fim de vínculo de contrato e devem nos ajudar bastante, foram boas contratações. Mas para brigar mais alto, precisamos de mais", afirmou o treinador são-paulino.


Um dos desejos de Ceni para o elenco era a contratação de um ponta de velocidade. O São Paulo tentou Douglas Costa e Soteldo, mas não chegou a acordo algum com eles. A ideia do time do Morumbi era encontrar um investidor que aceitasse pagar parte dos salários de um dos dois.

Continua depois da publicidade


"Um jogador de velocidade pela esquerda, não conseguimos contratar. Tivemos negociações com Douglas e Soteldo, eram difíceis, e outras com o Luis Henrique, hoje com o Sampaoli, e o David [ex-Fortaleza]. A gente tenta se adaptar. Vamos tentar encontrar um jogador que substitua esses que não pudemos trazer no momento para o São Paulo", disse Ceni, que afirmou que o jovem Caio deve subir ao profissional após se destacar na Copinha.


Sem a chegada de um ponta, Ceni admitiu que terá que montar uma equipe com um esquema tático diferente do previsto. Nos treinos de pré-temporada, o treinador revezou a equipe em um 4-2-4 e em um 4-3-3, com Alisson aberto pela esquerda às vezes e, em outras ocasiões, centralizado pelo meio.


"Pretendo utilizar muito mais a linha de quatro do que a de três zagueiros. Devido eu não ter esse jogador de lado ainda, talvez mude um pouco o sistema de jogo, do 4-2-4, como jogávamos e pretendíamos jogar muitas vezes. E pretendo utilizar a força física dos atletas para compensar contra alguns times que tenham mais opções, um número maior de jogadores diferenciados", disse o treinador, que cobrou boa forma de seus atletas.


"Vamos tentar competir cada vez mais. Por isso que jogadores como Alisson, Sara, Patrick, em forma, são importantes, o Nikão também vai ajudar muito, mas é um outro time, em uma outra formação, que é o que podemos até o momento construir", prosseguiu.


Contra o Guarani, a tendência é que o time tricolor seja escalado com Volpi; Rafinha, Miranda, Léo, Reinaldo; Gabriel Neves, Gabriel Sara, Alisson; Nikão, Rigoni e Calleri. Na zaga, Arboleda é desfalque por estar a serviço da seleção equatoriana, que enfrenta o Brasil também nesta quinta.


Em sua coletiva, Rogério ainda falou sobre o centroavante Pablo, que, assim como o meia-atacante Vitor Bueno, negocia rescisão contratual com o São Paulo e não está entre os 23 inscritos pelo clube para disputar o Paulista -a equipe tem também direito a uma lista B, que leva jogadores da base.


"Talvez ele não tenha performado aqui, não comigo, mas durante o espaçamento de tempo que esteve aqui com outros treinadores. Essa é uma decisão mais institucional. Ele tem um contrato com valores expressivos. Acho que tem tudo para jogar bem em outras equipes. Foi o momento, talvez não deu certo aqui."


O técnico ainda abordou o fato de cláusulas contratuais de Pablo teriam sido acionadas no ano passado após o jogador ter atingido com Ceni, que utilizou o atleta uma vez, uma meta de jogos com a camisa tricolor. "Quem redige o contrato é quem dispara o gatilho salarial ou de tempo de contrato, e não o treinador."


Estádio: Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP)
Horário: 21h30 (de Brasília) desta quinta-feira (27)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
VAR: Vinicius Furlan (SP)
Transmissão: Paulistão Play, Youtube e Premiere

Veja mais vídeos sobre esportes

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade