Pesquisar

Canais

Serviços

Série B

Clubes paulistas deixam Libra e fecham com Liga Forte União por críticas a contrato com Globo

Gabriel Vaquer - Folhapress
12 abr 2024 às 09:35
- Jeshoots.com/Pexels
Publicidade
Publicidade

Quatro clubes de São Paulo que faziam parte da Libra deixaram a liga liderada por times como Flamengo e Palmeiras, e acertaram sua entrada com a Liga Forte União na noite da última quinta (11). Todos eles disputam a Série B do Campeonato Brasileiro.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
Veja a nota do atacante

Gabigol é multado e perde a 10 do Fla após foto com camisa do Corinthians

Imagem de destaque
Sedes

Veja os estádios que receberão jogos da Copa do Mundo feminina 2027

Imagem de destaque
Entenda

Reformulação no Palmeiras contará com reforço de peso e zagueiro talentoso

Imagem de destaque
De acordo

São Paulo: Lucas revela conversa com Zubeldía e onde vai jogar com técnico

saída se deu por não se sentirem prestigiados no grupo, principalmente depois do contrato fechado com a Globo pela Libra para o Brasileirão entre 2025 e 2029. Mirassol, Ponte Preta, Ituano e Novorizontino são os times que decidiram integrar a LFU para a venda dos direitos de transmissão da principal liga nacional daqui para frente.

Publicidade


Além disso, o Botafogo-SP, que não estava em nenhuma das duas ligas, optou por acertar com a Liga Forte Futebol e seguir os coletas paulistas.


Aumentando os times da LFU na Série B do Campeonato Brasileiro, são maiores as chances de ter mais clubes na Série A em 2025, quando começa a valer o novo ciclo de contrato de TV do Brasileirão.

Publicidade


Os times paulistas saíram da Libra com o argumento de que o contrato de exclusividade da Libra fechado com a Globo tem muitos problemas, e prejudica os times de menor torcida.


Além disso, a Libra aceitou um contrato que é visto como mais vantajoso para a emissora do que para os times. Uma cláusula de contrato, por exemplo, permite que a Globo rompa o contrato com a Libra a partir de 2027 se a inflação do ano superar os 15%.

Publicidade


Tudo vai depender de como a economia brasileira estará e de como um possível novo governo vai agir naquele ano. Nos bastidores, essa cláusula foi vista como uma precaução pelo que aconteceu durante o governo Jair Bolsonaro (2019-2022).


Em 2021, o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), foi de 10,06%. Pelo acordo individual que tem com os times, e que é válido até o fim de 2024, a emissora precisa reajustar o acordo anualmente sempre acima da inflação.

Publicidade


No vínculo com a Libra, segundo documento obtido pelo F5, a Globo corrigirá os pagamentos anualmente segundo o IPCA, mas limita os pagamentos de inflação por ano a 5%. Não há teto para deflação.


Caso a inflação supere a casa dos 15% ao ano, Globo e Libra podem abrir mão do acordo a partir de 2027 sem pagamento de multa para as partes. A Libra pode fazer o mesmo.

Publicidade


A Liga Forte União vai dividir os direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro a partir de 2025. A empresa procura TVs abertas, pagas e plataformas digitais.


A Libra é formada por oito times que estão na primeira divisão atualmente, como Flamengo, Palmeiras, São Paulo, Grêmio, Atlético Mineiro, Red Bull Bragantino, Bahia e Vitória. Nas divisões inferiores, fazem parte Guarani e Sampaio Corrêa.


Já a Liga Forte União reúne Internacional, Cruzeiro, Fluminense, Vasco, Athletico-PR, Atlético-GO Botafogo, Goiás, Fortaleza, América-MG, Cuiabá, Criciúma e Juventude, na Série A; além de Sport, Ceará, Avaí, Chapecoense, Coritiba, CRB, Vila Nova, Londrina, Tombense, Figueirense, CSA e Operário-PR em divisões inferiores, junto com os times paulistas que acabaram de chegar.


O único time que ainda não tem lado na briga pelos direitos de TV do Campeonato Brasileiro a partir de 2025 é o Corinthians, que ainda escolhe em que lado ficará.


Imagem
Veja quem são os times com menos gringos na Série A de 2024
O Brasileirão 2024 vai começar com uma mudança importante no regulamento de competições.
Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade