Pesquisar

Canais

Serviços

O amor voltou

Cobranças reaproximam Rogério Ceni de torcida e geram aplausos no Morumbi

- Rubens Chiri/Saopaulofc.net
Brunno Carvalho - Folhapress
10 fev 2022 às 10:45
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

O momento de maior pressão em Rogério Ceni no São Paulo resultou em uma trégua com a principal torcida organizada do clube. Ressentida por uma declaração do treinador ainda quando trabalhava no Flamengo, a Independente foi contra a volta dele após a saída de Crespo e evitou qualquer saudação ao ex-goleiro nas partidas realizadas no Morumbi.

Continua depois da publicidade


No momento em que o treinador se viu mais acuado, contudo, a Independente se juntou a ele. Como mostrou o UOL Esporte recentemente, algumas atitudes e cobranças fortes do Ceni incomodaram parte do elenco e funcionários no CT da Barra Funda. A organizada, entretanto, gostou das atitudes, as considerou uma demonstração do amor de Ceni pelo São Paulo e decidiu deixar as mágoas de lado.


"Temos mágoas recentes com o treinador. Mas o treinador tem 25 anos de história no clube e está cobrando atitude firme, de um elenco ainda viciado com problemas passados. Agora são minoria, mas ainda existem. Não é hora de dar nomes. Eles já sabem que estamos de olho, que conhecemos um por um, os líderes de panelas, reclamações e encostos. Rogério Ceni está cobrando brio e caráter, raça e fundamentos aprimorados. Pode ter muitos defeitos, mas sempre foi abnegado por perfeição, vitória e trabalho. Apoiaremos nosso treinador com essas cobranças", escreveu a organizada em uma rede social.


Antes mesmo de a bola rolar ontem para a partida contra o Santo André já era nítido que o clima era outro. A Independente soltou aplausos e gritos de apoio quando o nome de Ceni surgiu no telão durante a escalação. Diferentemente do que costuma fazer, o técnico percorreu a lateral do campo para saudar os dois lados do estádio que, de maneira unânime, o exaltava. No final da partida, quando Marquinhos fez o gol da vitória, o nome de Ceni voltou a ser cantado pelas arquibancadas.

Continua depois da publicidade


"Eu fico feliz, tenho carinho por todo torcedor são-paulino, pela Independente, pela Dragões, por todas as torcidas. Fico feliz porque [é] alguém que defendeu o clube por tantos anos e está aqui tentando fazer o melhor. Nem sempre a gente vai conseguir os resultados esperados, mas a dedicação de todos não há discussão. É sempre positivo quando você é aplaudido pela sua torcida, quando você tem nome gritado. Agradeço de coração à manifestação do torcedor", disse Ceni, em entrevista coletiva.


A Independente tem se colocado contrária a uma possível demissão de Ceni desde que a temporada começou de maneira turbulenta. O São Paulo somou apenas um ponto em três partidas e as notícias de um ambiente conturbado aumentavam o clima de crise na Barra Funda.


Ceni admitiu ter feito cobranças no clube que possam ter gerado atritos, mas afirmou não sentir que a relação com funcionários e jogadores seja ruim. Ele listou problemas de estrutura que encontrou no São Paulo em seu retorno.


"Quando eu cheguei, a piscina não tinha água. Tinha cadeira e mesa. Então eu sou o cara chato que pediu para colocar água na piscina. Jogador está parado há 30 dias no departamento médico. Quando eu vejo jogador indo embora 13h45, eu penso que o clube está gerando a oportunidade de ele melhorar rápido. Quando eu me machucava trabalhava de manhã, de tarde e de noite para voltar a trabalhar rápido. São ajustes que a gente faz ou cobranças que a gente faz em alguns departamentos que geram realmente alguma insatisfação, porque a pessoa tem que ficar mais tempo, tem que trabalhar por mais tempo".


O São Paulo volta a campo no próximo domingo (13), mas fora de casa, contra a Ponte Preta. O reencontro com a torcida acontecerá na quinta-feira (17), ao enfrentar a Inter de Limeira. Será mais uma oportunidade para ver o comportamento da torcida com Rogério Ceni.

Veja mais vídeos sobre esportes

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade