Pesquisar

Canais

Serviços

Lucas Figueiredo/CBF
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Eliminatórias da Copa

Conmebol pune árbitros de Argentina x Brasil por falha que evitou expulsão

Igor Siqueira/Folhapress
17 nov 2021 às 15:20
Continua depois da publicidade

A Conmebol anunciou nesta quarta-feira (17) a suspensão de dois árbitros que atuaram no empate entre Argentina e Brasil, pelas Eliminatórias da Copa 2022.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Os uruguaios Andrés Cunha, que estava no campo, e Esteban Ostojich, que estava no VAR, foram punidos pela comissão de arbitragem por não terem mostrado cartão vermelho ao zagueiro Otamendi, que acertou uma cotovelada no rosto de Raphinha.

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


O lance aconteceu aos 33 minutos do primeiro tempo e chegou a ser checado pelo VAR. Ostojich considerou que o golpe foi de "intensidade média", apesar do sangramento na boca do brasileiro, e ponderou que seria lance para amarelo. Cunha nem viu a existência do golpe, assim como seu assistente, Richard Trinidad.


No ofício em que comunicou a punição, a Conmebol considerou que a atuação de Cunha e Ostojich "foram analisadas tecnicamente pela comissão, concluindo que os mesmos incorreram em erros graves e manifestos no exercício de suas funções no desenvolvimento da partida". O documento é assinado por Wilson Seneme, brasileiro que preside a comissão de arbitragem da Conmebol. A sanção é "por tempo indeterminado".


A situação deixou o técnico Tite, da seleção brasileira, indignado. Na coletiva após o empate por 0 a 0, ele se exaltou e disse que era "impossível" que a cotovelada não tenha sido vista.

Continua depois da publicidade


Como foi o diálogo do VAR


AVAR: Cuidado com o rosto

ASSISTENTE: Toca a perna, para mim não há golpe. Venha, por dúvidas.

AVAR: Cuidado com a cara.

ASSISTENTE: Eu não vejo golpe.

VAR: Com o antebraço, na cara. Me dá em velocidade normal, quero ver a intensidade.

VAR: É com o antebraço. Deu falta pelo menos?

AVAR: Não.

VAR: Eu considero que aqui, o golpe é com o antebraço no rosto, com intensidade média. Sim, no rosto.

VAR: Isso me parece que é falta, de cartão amarelo, não considero cartão vermelho. Estamos de acordo?

AVAR: Estamos de acordo.

VAR: Andrés, checagem completa. Uso de braços indevido ao limite. E é fora da área.

VAR: Me dá 10 segundos a mais, por favor. Volta.

AVAR: Espera, não recomeça, espera.

VAR: Vamos confirmar. Fora, o golpe é fora. Vamos, siga.

Veja mais vídeos sobre esportes

Continue lendo