Pesquisar

Canais

Serviços

Marcelo Cortes/Flamengo
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Após deslize no Brasileiro

Contra o Athletico-PR, Flamengo tenta nova prova em mata-mata

20 out 2021 às 15:00
Continua depois da publicidade

O empate sem gols contra o Cuiabá no domingo (17) frustrou parte das pretensões do Flamengo no Campeonato Brasileiro, mas não deve fragilizar a equipe rubro-negra agora na Copa do Brasil, em que disputa vaga na final.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Nesta quarta-feira (20), o Flamengo encara o Athletico-PR, às 21h30, na arena da Baixada, em jogo de ida da semifinal do torneio de mata-mata, e aposta justamente em seu retrospecto recente em competições deste tipo para crer em uma boa largada na corrida para a decisão.


Em outras quatro ocasiões na temporada, o Flamengo tropeçou no Brasileiro, mas deu respostas importantes nos jogos de Copas que vieram a seguir. Quando levou 4 a 0 do Internacional, por exemplo, o time de Renato Gaúcho sacudiu a poeira e, dias depois, já pela Libertadores, fez 4 a 1 sobre Olimpia (PAR).


Já depois de empatar com o Ceará por 1 a 1, o time bateu o Grêmio por 4 a 0 na sequência, resultado que tornou a partida de volta pelas quartas da Copa do Brasil quase que mera formalidade. Pelo Brasileiro, os gremistas deram o troco, com vitória por 1 a 0. Em xeque, o Flamengo bateu o Barcelona por 2 a 0 em Guayaquil.

Continua depois da publicidade


Em novo tropeço na caminhada pelo tricampeonato do Brasileiro, o time rubro-negro permitiu o empate para o América-MG, mas, em seguida, mostrou força ao carimbar a vaga à final da Copa Libertadores com novo 2 a 0 sobre os equatorianos, desta vez como mandante.


Apesar de ter perdido a chance de voltar a depender só de si para faturar o Brasileiro, o Flamengo prefere ressaltar o ponto de diferença tirado em relação ao líder Atlético-MG, fator positivo da rodada. Agora, sem muito tempo para descaso, a equipe muda a chave em busca de sua quarta taça da Copa do Brasil.


"Meu grupo está preparado, é acostumado a esse tipo de jogo. Só espero que possamos descansar o máximo até quarta-feira. Ninguém quer saber de nenhum outro resultado. Aqui tem que ganhar e ganhar. Enquanto os adversários poupam jogadores, não temos esse direito", disse Renato Gaúcho.


"Todo jogo é importante. Não gosto de ser repetitivo, mas o Flamengo é o único clube que a cada três dias tem uma decisão. Tem de ganhar e ganhar. É o único disputando três competições, com muitos problemas. Quarta temos mais uma decisão, mais uma guerra", completou o técnico.


Para o duelo em Curitiba, o treinador deve contar com o retorno de Isla, que integrou a seleção chilena nas Eliminatórias à Copa de 2022 e não foi a campo diante do Cuiabá. Arrascaeta, Bruno Henrique, Pedro e David Luiz seguem fora, mas Rodrigo Caio pode pintar entre os titulares.


Do lado do Athletico, Richard e Bissoli deixam a equipe titular. O primeiro deles está suspenso, assim como o volante Christian, que seria seu substituto imediato, enquanto o atacante está vetado de atuar pelo time paranaense na Copa do Brasil por já ter defendido o Cruzeiro nesta edição do torneio.


Além da perspectiva de levantar o troféu, os times se mobilizam em torno da gorda premiação paga pela Copa do Brasil. Quem avançar à final já vai garantir ao menos R$ 23 milhões, quantia paga ao vice-campeão. A bolada pode chegar a R$ 56 milhões, prêmio pago a quem levar o título.


Ficha técnica


Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Horário: 21h30 (de Brasília) desta quarta-feira (20)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (FIFA-SP)
VAR: José Claudio Rocha Filho (FIFA-SP)
Transmissão: TV Globo, SporTV e Premiere

Veja mais vídeos sobre esportes

Continue lendo