Pesquisar

Canais

Serviços

- Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Após início turbulento

Corinthians encaixa com Sylvinho e muda perspectiva

07 out 2021 às 09:10
Continua depois da publicidade

A vitória sobre o Bahia na terça-feira (5) fez o Corinthians não apenas se firmar na luta por vaga no primeiro pelotão do Campeonato Brasileiro, mas indicou uma evolução no trabalho de Sylvinho, que igualou marca que não acontecia desde a virada da temporada.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Continua depois da publicidade

Após um início cambaleante no comando da equipe, quando foi alvo de críticas e foi até ameaçado de demissão, o treinador chegou à marca de dez partidas de invencibilidade, com cinco vitórias e cinco empates -a última derrota foi para o Flamengo, no início de agosto. A fase estável coincide também com uma mescla que o próprio Sylvinho aponta como uma das fórmulas para os resultados recentes.


O técnico cita não apenas a utilização dos badalados reforços que chegaram ao parque São Jorge nesta última janela de transferência, como Willian, Renato Augusto, Roger Guedes e Giuliano, mas como crias da base que estão correspondendo quando acionados.

Continua depois da publicidade


Um dos pontos que indicam que, aos poucos, o Corinthians de Sylvinho tem uma cara é que, nas últimas três rodadas, contra Palmeiras, Red Bull Bragantino e Bahia, houve apenas uma mudança no time titular, com a entrada de Lucas Piton na vaga do poupado Fábio Santos.


Apesar de admitir o momento positivo, na avaliação dele, o grupo passa por momento de construção e é preciso ainda muitos acertos.


"O time está jogando bem, está em um momento bom. É um momento de construção, de todos nós. Temos três pilares aqui: atletas que já ganharam tudo, temos jovens maturando, e atletas que chegaram de cenários diferentes, que chegaram para qualificar muito o grupo", disse.


"Todos são importantes, e eles têm mostrado a força do grupo. Temos bastante coisa para fazer. O feedback dos atletas é ótimo, o ambiente de trabalho é muito bom. Feliz por esse momento que estamos vivendo", completou.


Se antes a preocupação era com uma zona de rebaixamento que se aproximava, o embalado Corinthians pensa agora em fincar o pé no G4 e passa a pensar na conquista de uma vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores do ano que vem.

Continue lendo