Pesquisar

Canais

Serviços

Após empate...

Desabafo de Neymar 'ajuda' Muricy a ter um Santos forte

Agência Estado
26 out 2012 às 19:51
Publicidade
Publicidade

O técnico Muricy Ramalho ganhou um forte aliado na luta para o Santos voltar a ser forte e competitivo já no primeiro semestre de 2013: Neymar. O desabafo do craque após o empate por 0 a 0 contra o Náutico, na última quinta-feira, na Vila Belmiro, pode ser interpretado até como sinal de alerta. Se o Santos não melhorar, ele pode mudar de opinião e aceitar uma das muitas propostas milionárias que tem do futebol europeu.

Neymar protestou por estar cansado de carregar o time nas costas depois das saídas de Elano, Paulo Henrique Ganso e Borges, entre outros. A direção santista considerou as declarações de Neymar como "uma reação normal" e afirma não estar preocupada com as consequências que a sua atitude poderá ter internamente. "Neymar é um jogador extremamente dedicado, tanto nos treinos como nos jogos. Foi uma reação normal dele e a gente não tem preocupação porque seu ambiente é maravilhoso no clube, além de ser ídolo dos companheiros", disse o vice-presidente Odílio Rodrigues Filho. "O que ele falou faz parte do futebol".

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Ao fazer o novo acordo para desistir da oferta milionária do Barcelona, em setembro do ano passado, umas das exigências de Neymar e do seu staff teria sido para que o Santos não se desfizesse dos seus principais jogadores e que mantivesse sempre um time forte para lhe dar suporte com a contratação de reforços. Neymar pai chegou a afirmar que se Paulo Henrique Ganso saísse do Santos um dia, o seu filho iria atrás porque dependia dos passes dele para fazer gols.

Leia mais:

Imagem de destaque
Zagueiro

Base no São Paulo, multicampeão no Flamengo: por onde anda Rodrigo Caio?

Imagem de destaque
Série A

Flamengo tem volta de Wesley e desfalque de Viña contra o São Paulo

Imagem de destaque
Mercado da bola

Mosquito recebe nova sondagem da Série A e tem futuro incerto

Imagem de destaque
Campeonato Brasileiro

Com novo volante, Londrina EC chega a 12 contratações para a Série C


No último "fico", Neymar teve, entre outras vantagens, encurtado em um ano o seu contrato, passou a ter direito a 10% do que o Santos receber em caso de transferência e diminuiu de 30% para 10% a participação do clube nos seus contratos de publicidade. Mas nem tudo foi divulgado. Nem mesmo o valor da nova multa contratual.

Publicidade


"O compromisso do Santos de sempre ter um time forte para disputar títulos não é com os assessores de Neymar, mas sim com a torcida, compromisso de qualquer diretoria que por aqui passe", disse o dirigente, negando a possível exigência. Porém, Odílio garante que o Santos já trabalha para contratar os reforços pedidos por Muricy Ramalho, mas se nega a falar em nomes, posições e número de jogadores. "Vamos ter até um banco (de reservas) forte, dentro do planejamento desenvolvido com a comissão técnica".


Fontes do clube asseguram que Robinho encabeça a lista das prioridades. Experiente, com história no clube e ídolo da torcida, ele é o atacante mais indicado para dividir com Neymar a responsabilidade de comandar o time na tentativa de conquistar o quarto título seguido do Campeonato Paulista e o segundo da Copa do Brasil, em 2013, para se garantir na Copa Libertadores de 2014.

E, pelo jeito, o retorno de Robinho vai depender apenas do acerto do valor da transação. O jornal italiano Corriere dello Sport noticiou na sua edição desta sexta que o Milan decidiu promover uma revolução no seu elenco, na janela de transferências internacionais de janeiro, tendo como ponto de partida as saídas de Robinho, Alexandre Pato e Boateng.


Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade