04/06/20
22º/12ºLONDRINA
PUBLICIDADE
|
Saiba mais

Diretoria faz balanço positivo da Liga Metropolitana de Futsal em 2019

Terminou no último final de semana a edição do segundo semestre de 2019 da Liga Metropolitana de Futsal de Londrina (LMFL). O torneio reuniu quase 4 mil crianças, defendendo 194 equipes e representando 24 agremiações. Para ter uma ideia do tamanho do torneio, foram mais de 760 jogos em três divisões, além da Copa Kids, durante três meses. Como o nome diz, a competição abrange a Região Metropolitana de Londrina. "Movimentamos o futsal e envolvemos toda a região, o que é muito bacana”, apontou o presidente da Liga, Marco Parazi.

Imprensa/LMFL
Imprensa/LMFL


A Liga Metropolitana de Futsal de Londrina completou 16 anos em 2019. Ela carrega consigo a história de ser uma grande fomentadora da modalidade em todo o Paraná.

De acordo com Parazi, além do incentivo à prática do futsal, esporte mais praticado no País, o torneio visa contribuir para o desenvolvimento pessoal para as crianças que dela participam. "A Liga é grande e procura envolver toda a família das crianças. Nosso objetivo é valorizar e educar através do esporte, desde a época do nosso saudoso Osmar Obuti (ex-presidente que faleceu no início deste ano), porque esse é o sentido do esporte. Criamos algumas rotinas para incentivar as crianças a se desenvolverem também fora da quadra, como o discurso do capitão durante a premiação dos times. É muito legal ver essa desenvoltura, ver os agradecimentos. Esporte é isso. E, para eles, é uma final da Copa do Mundo”, contou o presidente, lembrando que a parte técnica do torneio foi bem elaborada pelo diretor Flávio Marques.

Em 2019, a Liga passou por uma grande transformação para aumentar seu nível, sua organização e ser ainda maior e mais atrativa a seus participantes. "A Liga vem crescendo, são quase 4 mil crianças neste projeto. Ela mal acabou e já começamos a pensar em 2020. Vamos parar por duas semanas e depois já começamos o planejamento, avaliar o que podemos melhorar e incrementar para ela ser ainda melhor. A gente tem ouvido muito as agremiações para que, juntos, possamos promover o crescimento da liga”, projetou. "Nossa diretoria é bastante atuante e sei que não medirá esforços para fazer uma competição ainda melhor no ano que vem", completou.

Um dos objetivos a médio prazo da direção da Liga, segundo Parazi, é poder contribuir com atletas para equipes fortes da cidade tanto sub-20 como adulta. No formato atual, a Liga tem disputas em categorias do sub-6 ao sub-17. Para o próximo ano, uma das metas é ter também categorias específicas para mulheres, para aproveitar a participação maciça das meninas que já há algumas edições dividem as quadras com os meninos.

O presidente ainda agradeceu o apoio de patrocinadores, parceiros, colaboradores e da Fundação de Esportes de Londrina (FEL), nas figuras do presidente Fernando Madureira e do assessor de Esportes e Eventos, Sandro Henrique dos Santos.

As taxas de arbitragem da 1ª divisão das equipes da cidade de Londrina são subsidiadas pela organizadora da competição, com recursos do Fundo Especial de Incentivo a Projetos Esportivos (Feipe). A Liga Metropolitana de Futsal de Londrina tem patrocínio da Prefeitura de Londrina e Fundação de Esportes de Londrina (FEL), através do Feipe.
Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
'Reconvocar a lucidez'
Atletas lançam movimento 'Esporte pela Democracia'
03/06/2020 11:50
Festas na pandemia
Cazares, do Atlético-MG, será investigado por crime contra saúde pública
03/06/2020 11:32
La Liga
Em discordância, Sergio Ramos falta a reunião com governo sobre retorno
03/06/2020 10:44
Solidariedade
Zagueiro do Santos serve sopa para moradores de rua durante pandemia
03/06/2020 10:28
Mantendo a forma
Neymar já perdeu 3kg com treinos em sua casa durante a quarentena
03/06/2020 10:07
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados