Pesquisar

Canais

Serviços

Opinou

'Ele jogou a vida fora por uma atitude inconsequente', diz Edmundo sobre Daniel Alves

Ana Cora Lima - Folhapress
13 fev 2024 às 08:22
- Divulgação/Band
Publicidade
Publicidade

Habitue dos desfiles do Salgueiro desde os anos 1990, Edmundo bem que tentou fugir do assunto futebol em sua passagem pela Sapucaí no primeiro dia dos desfiles da escola de samba do Rio de Janeiro, mas não deu.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
Série A

Flamengo tem volta de Wesley e desfalque de Viña contra o São Paulo

Imagem de destaque
Mercado da bola

Mosquito recebe nova sondagem da Série A e tem futuro incerto

Imagem de destaque
Campeonato Brasileiro

Com novo volante, Londrina EC chega a 12 contratações para a Série C

Imagem de destaque

Diretor da Lazio diz que Felipe Anderson perdeu dinheiro indo ao Palmeiras

O ex-atacante de clubes como Palmeiras e Vasco, e hoje comentarista de futebol, com passagens por Band e Fox Sports (2012-2022), opinou sobre o ex-jogador Daniel Alves, que passa por um julgamento na Espanha sob a acusação de violência sexual e estupro.

Publicidade


"Tenho acompanhado todo o caso e não tenho uma opinião formada. Só as duas pessoas que estão envolvidas na situação podem dizer o que realmente aconteceu", disse Edmundo.


"É uma pena, ele era um baita profissional. Ele jogou a vida fora por conta de uma atitude inconsequente", afirmou Edmundo, que jogou a Copa do Mundo de 1998 pela seleção brasileira.


Falando na seleção nacional, Edmundo minimizou a desclassificação da seleção brasileira de futebol masculino dos Jogos Olímpicos de Paris, que acontece em julho.


"Em 1992, eu não fui a Olimpíada daquele ano porque o Brasil foi desclassificado do pré-olímpico. Isso acontece. Nem sempre prevalece o melhor", palpitou.


Imagem
Polêmico, testamento de Zagallo está de acordo com a legislação brasileira; entenda
A maior parte da herança do ídolo do futebol foi destinada a apenas um de seus filhos, que receberá 62,5% dos bens, enquanto os irmãos ficarão cada um com 12,5%
Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade