Pesquisar

Canais

Serviços

Por 18 meses

Felipão assume comando de time do Usbequistão

Agência Estado
24 jun 2009 às 11:51
- Divulgação
Publicidade
Publicidade

Luiz Felipe Scolari está de volta ao futebol profissional. Ele foi contratado nesta terça-feira (9) pelo Bunyodkor, do Usbequistão, por 18 meses, e diz ter aceitado ir trabalhar longe do futebol europeu - que era sua primeira opção desde que saiu do Chelsea, da Inglaterra - pelo projeto que o time tem para os próximos meses. Ele assume no dia 1.º de julho.

"A opção foi feita em razão de uma série de detalhes, que é muito difícil de explicar através de uma entrevista, mas principalmente, aquilo que me foi oferecido de projeto. Terão um estádio para março do ano que vem totalmente completo, com sete campos de treinamento. E por me oferecer, então, uma ideia de um projeto que se assimila a alguns projetos aos quais eu já trabalhei e que são muito interessantes para mim" justificou Scolari, via assessoria de Imprensa.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Ajudou ainda na escolha, segundo Felipão, as indicações de Rivaldo, que atua lá, e de Zico, que dirigiu o time na temporada passada. "O objetivo é levar alguns nomes no futuro, com grande projeção, embora o maior nome tenha sido dado a contratação do Rivaldo, onde é considerado um ídolo, como no Brasil. Agora, com a minha ida como técnico, algumas coisas poderão ser acrescentadas, no sentido de outros nomes, e é mais ou menos esta ideia do projeto do clube, e do País".

Leia mais:

Imagem de destaque
Velhos conhecidos

Flamengo agoniza antes de Tite rever Corinthians em papéis invertidos

Imagem de destaque
Solidariedade

Palmeiras doará para o Rio Grande do Sul renda de jogo contra o Athletico-PR

Imagem de destaque

Ávila fala de evolução no Londrina EC, mas se preocupa com campanha

Imagem de destaque
Críticas

Tite é xingado pela torcida do Flamengo no estádio após derrota para o Palestino


Sonho

Publicidade


O técnico brasileiro diz que o grande projeto que faz parte do contexto é o sonho do futebol do Usbequistão de se tornar forte e conhecido internacionalmente. "Para, daqui a quatro, cinco, ou dez anos, o Usbequistão esteja disputando em igualdade de condições, com outras grandes seleções uma classificação para todos os campeonatos que disputar" afirma. A ideia é fazer parecido com o que foi feito na Arábia Saudita e no Oriente Médio na década de 80, quando Telê Santana esteve lá.


Quanto a objetivos pessoais, ele já fala sobre um possível retorno ao futebol brasileiro em dois anos. "Quem sabe, voltar em 2010 ou 2011, a trabalhar numa equipe brasileira e então já pensar em uma situação de permanência no Brasil" finaliza Felipão.

Scolari vai disputar, além da Liga Nacional, a Copa Asiática de Clubes. O Bunyodkor está nas quartas de final. O adversário ainda não está definido. O técnico deixa o futebol europeu depois de 6 anos e meio. Trabalhou de 2003 à 2008 na seleção de Portugal. Disputou duas Eurocopas e o Mundial da Alemanha, quando foi semifinalista.


Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade