Pesquisar

Canais

Serviços

Alexandre Vidal/Flamengo
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Decisão

Flamengo tem de superar má fase e Athletico para ir à final da Copa do Brasil

27 out 2021 às 15:00
Continua depois da publicidade

Em um mês, no dia 27 de novembro, Palmeiras e Flamengo irão se encontrar na aguardada final da Libertadores, em Montevidéu, no Uruguai. Muita coisa pode acontecer até lá, mas o atual momento é mais de preocupação para o time rubro-negro do que para o alviverde.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Enquanto o clube paulista reencontrou o caminho das vitórias e voltou à vice-liderança do Campeonato Brasileiro, o carioca tem passado por uma fase de instabilidade, com resultados ruins e importantes jogadores fora da equipe.


Nesta quarta-feira (27), a formação comandada por Renato Gaúcho terá um importante jogo na temporada: o segundo duelo com o Athletico pela semifinal da Copa do Brasil, no Maracanã, às 21h30 (Globo e SporTV vão exibir). Na ida, houve empate por 2 a 2 –em caso de uma nova igualdade, a disputa será definida nos pênaltis.


No mesmo dia e horário, o Atlético-MG enfrenta o Fortaleza no Castelão (o SporTV 2 exibe). Na ida, os mineiros venceram por 4 a 0.

Continua depois da publicidade


Preocupa a torcida rubro-negra o fato de o time não vencer há três jogos –além do duelo pelo mata-mata, empatou com o Cuiabá e perdeu do Fluminense pelo Nacional. Nas últimas cinco partidas, venceu apenas o Juventude e o Fortaleza, ambos pelo Brasileiro.


O aproveitamento nessa sequência é de 53%, inferior ao desempenho que o time alviverde teve no mesmo período, com 66% após três vitórias (Sport, Ceará e Internacional), um empate (Bahia) e um revés (Red Bull Bragantino), todos pelo Nacional, no qual soma 49 pontos, 10 a menos que o líder Atlético-MG. Em quarto, o Flamengo tem 46, mas com três jogos a menos que o rival alviverde.


Já o Palmeiras, na segunda (25), ao bater o Sport de virada por 2 a 1, consolidou sua recuperação na temporada.


A volta à vice-liderança coincide com o período em que Abel teve todos os seus principais jogadores à disposição.


Antes, o Palmeiras chegou a ficar cinco jogos sem vencer, na soma de jogos do Brasileiro e da Libertadores (empatou duas vezes com o Atlético-MG, mas se classificou). A sequência ruim no Nacional se deu no mesmo período de data Fifa, quando Weverton, Gustavo Gómez e Piquerez estiveram a serviço de suas seleções.


O Flamengo também cedeu jogadores às equipes nacionais, como Gabigol, Everton Ribeiro, Arrascaeta e Isla. Na ocasião, teve uma vitória e dois empates no Brasileiro.


Agora, no entanto, as baixas por lesão e problemas físicos têm afetado mais o time. Nesta quarta, por exemplo, Arrascaeta e Pedro são desfalques.


O meia uruguaio se machucou a serviço da seleção de seu país e não joga há quase um mês. Com uma lesão na coxa esquerda, deve ficar ao menos mais uma semana afastado. Já o atacante passou por uma artroscopia no joelho direito na última segunda (25). A previsão de recuperação é de três semanas.


Em contrapartida, Gabigol, desfalque no clássico contra o Fluminense, e Bruno Henrique, fora das últimas cinco rodadas com problemas musculares, estão de volta.


A retomada do caminho da vitória precisa ser já nesta quarta, contra o Athletico, para o time recuperar a moral e ter um mês de ascensão física e técnica até o confronto mais importante do ano, na final da Libertadores diante do Palmeiras.


Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Horário: 21h30 (de Brasília) desta quarta-feira (27)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA-GO)
VAR: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Transmissão: TV Globo, SporTV e Premiere

Veja mais vídeos sobre esportes

Continue lendo