12/06/21
PUBLICIDADE
1ª vez em 19 anos

Jogos da seleção nas eliminatórias da Copa não terão transmissão de TV aberta

Instagram/@cbf_futebol
Instagram/@cbf_futebol


Depois de 19 anos e sete meses, a seleção brasileira não terá um jogo transmitido por uma emissora de TV do país, aberta ou fechada. A partida desta terça, às 21h (de Brasília), contra o Peru, pela segunda rodada das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, estará disponível apenas para os assinantes da plataforma de streaming EI Plus, da Turner. O acesso acontece apenas pela internet.


Em 3 de março de 2001, o Brasil enfrentou os Estados Unidos em amistoso no estádio Rose Bowl (mesmo palco do título mundial de 1994) e nenhuma emissora do país se interessou em mostrá-lo ao vivo. "Segunda partida da equipe sob o comando do técnico Leão não será transmitida para o Brasil pela TV, fato incomum nos últimos anos", escreveu a Folha de S. Paulo na edição daquele dia.

Segundo o site "Papo de Bola", especializado em notícias sobre TV, rádio e transmissões esportivas, a Globo manteve sua programação normal com as novelas "O Cravo e a Rosa" e "Um Anjo caiu do Céu", no horário do jogo, que aconteceu em um sábado, às 18 horas de Brasília.Outras emissoras que também exibiam futebol, como a Bandeirantes, também não compraram os direitos.

Sob o comando de Emerson Leão, a seleção venceu por 2 a 1, gols de Ronaldinho Gaúcho e Euller. Clint Mathis fez o gol americano. O treinador brasileiro foi demitido três meses depois, após campanha ruim na Copa das Confederações. A partida desta terça será a primeira da equipe desde 2017 a não ser mostrada pela Globo. Amistoso contra a Argentina naquele ano foi exibido pela TV Cultura em São Paulo às afiliadas da TV Brasil, controlada pelo governo federal.

O confronto em Lima não terá transmissão porque nenhuma emissora entrou em acordo com a espanhola Mediapro para o pacote de jogos de oito das dez seleções que participam das eliminatórias sul-americanas (Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai, Venezuela) para as duas primeiras rodadas. Pelo modelo implantado pela Conmebol (a Confederação Sul-Americana), a seleção mandante tem o direito exclusivo de negociar as transmissões de suas partidas como mandante. Até então, a entidade cuidava de tudo e vendia em um pacote fechado.

A Globo tem contrato com a CBF e as exibições dos jogos da seleção brasileira em casa estão garantidos, assim como o confronto em Buenos Aires contra a Argentina. A federação do país vizinho também fechou acordo com a emissora. A próxima negociação terá de ser feita para as duas rodadas que acontecem em novembro. Se não houver acerto de nenhum canal de TV com a Mediapro, o clássico contra o Uruguai, dia 17, em Montevidéu, também não será mostrado.
Folhapress
PUBLICIDADE
Continue lendo
Adianta mandar recado?

STF autoriza a Copa América no Brasil

11 JUN 2021 às 10h04
Discussão política

Seleção vai do neutro ao politizado no Twitter após Brasil assumir Copa América

10 JUN 2021 às 14h32
Ficou no zero

Corinthians é eliminado na Copa do Brasil e acumula fracassos nesta temporada

10 JUN 2021 às 09h45
Veja a convocação

Tite mantém quase todos das Eliminatórias na Copa América

10 JUN 2021 às 09h30
Nos pênaltis

Palmeiras permite mais uma zebra alagoana e cai para o CRB na Copa do Brasil

10 JUN 2021 às 08h56
Olimpíadas e Paralimpíadas

Confira os atletas e técnicos maringaenses confirmados em Tóquio

09 JUN 2021 às 17h28
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados