Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Saiba mais

Paulistão terminará em campo e pode ter portões fechados, decide FPF

Lincoln Chaves - TV Brasil e Rádio Nacional
16 abr 2020 às 08:57
- Pixabay
Publicidade
Publicidade

A FPF (Federação Paulista de Futebol) anunciou nesta quarta-feira (15), após reunião por videoconferência com representantes dos clubes participantes, que a primeira divisão (Série A1) do Campeonato Paulista será concluída "em campo, conforme estabelece o regulamento da competição”. O torneio está paralisado desde 16 de março, após a vitória do Guarani sobre a Ponte Preta por 3 a 2, em Campinas (SP), devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19).

A entidade justificou a decisão "em respeito aos milhões de torcedores, parceiros comerciais e Grupo Globo, detentor dos direitos de transmissão”. Segundo a FPF, os jogos poderão ser inicialmente realizados com portões fechados para evitar aglomerações. A Federação informou, porém, que ainda não há data para o Estadual ser reiniciado e que a definição só será tomada após nova videoconferência, que ainda será agendada.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Ainda conforme o comunicado da Federação, a comissão médica da entidade está desenvolvendo um protocolo de segurança para os jogos. Atletas e juízes serão testados nas partidas, com medição constante da temperatura do corpo.

Leia mais:

Imagem de destaque
Em bom momento

Londrina EC busca vitória por permanência no G8

Imagem de destaque
Clássico

São Paulo sai 'ileso' e chega ao Majestoso invicto, com reforço e incerteza

Imagem de destaque
Majestoso

Com desfalques e pressionado, Corinthians quer reação contra o São Paulo

Imagem de destaque
Patético

Santos perde 4ª seguida, é ultrapassado pelo Operário-PR e afunda em crise


"A Federação Paulista de Futebol e seus clubes filiados entendem que as dificuldades de organização de datas e a possibilidade de realização de jogos com portões fechados geram consequências comerciais e técnicas negativas para todos. No entanto, prevaleceu entre todos a convicção de que a priorização da saúde e da segurança dos milhares de profissionais envolvidos no futebol se faz necessária nesse momento, e é o princípio que guiará todas as nossas decisões”, diz a nota.

A competição reúne 16 times separados em quatro grupos com quatro equipes em cada, sendo que os dois melhores avançam às quartas de final. Após 10 rodadas da primeira fase, o Santo André, recém-promovido à Série A1, tem a melhor campanha, mas deverá perder boa parte do elenco antes de a competição retornar, pois cerca de 80% dos jogadores têm contrato até abril, sendo que, para alguns, o vínculo já se encerrou.


Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade