Pesquisar

Canais

Serviços

Cesar Greco/Ag.Palmeiras
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Da Libertadores

Reação do Palmeiras agora envolve reabilitação de Rony antes da final

09 nov 2021 às 09:46
Continua depois da publicidade

Depois de um mês, Rony voltou a marcar um gol na vitória do Palmeiras sobre o Santos por 2 a 0 no domingo (7). Atuando mais centralizado, tal como um camisa 9, o jogador fez uma grande partida na Vila Belmiro e também deu o passe para Raphael Veiga completar o placar.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Além do gol que foi validado, o atleta ainda teve outros dois anulados. Com 39 minutos de jogo, ele girou e bateu de fora da área, no canto do goleiro do João Paulo, mas a arbitragem viu um toque no braço de Dudu no início da jogada. Logo em seguida, ainda na primeira etapa, entrou sozinho no meio da zaga e abriu o placar os 43 após cruzamento de Veiga.


Na segunda etapa, ele recebeu sozinho de Scarpa, mas estava impedido e viu novamente o VAR entrar em ação. De todo modo, o atacante ainda teve tempo para retribuir o favor de Veiga e deixou o meia palmeirense sozinho dentro da área para dar números finais ao confronto, aos 26.


A torcida do Palmeiras espera que o jogo seja um ponto de virada para o atacante na temporada. Ele só tem três gols no Brasileiro. A última vez em que ele havia marcado foi na derrota para o América-MG, por 2 a 1, ainda pela 24ª rodada, no dia 6 de outubro.

Continua depois da publicidade


Já o tempo sem dar uma assistência era bem maior: quase seis meses. A anterior foi também em uma vitória por 2 a 0 em clássico, entretanto contra o Corinthians, ainda pela semifinal do Paulista, no dia 16 de maio.


Agora a comissão técnica tem basicamente três semanas para elevar o jogo de Rony antes da grande decisão da Libertadores contra o Flamengo no próximo dia 27, em Montevidéu, no Uruguai.


Grande nome da última conquista, com 13 participações em gols na edição de 2020, Rony claramente conta com a confiança do técnico Abel Ferreira para o confronto decisivo, seja como ponta, seja mais centralizado.


"Uma vez, um presidente me chateou a cabeça por ter transformado um ponta em centroavante e depois ele o vendeu. Eu gosto de centroavantes com três características. A primeira é a do Rony, de ser um jogador mais de profundidade, com movimento de facão e atacando as costas da defesa. Temos um forte de cabeça, que é o Deyverson, e temos um jogador muito inteligente que é o Luiz Adriano, joga entre linhas e vem dar apoio, ajudando os colegas", disse Abel.


"Para mim, o Rony, mesmo ele achando que pode ser ponta, é um avançado, não um centroavante, que nos ajuda em outras características. Todos já jogaram ou entraram e estão comprometidos com a equipe. O Rony não é o melhor centroavante do mundo e também não sou o melhor técnico, mas queremos melhorar a cada dia. Nos alimentamos de muito trabalho, muitas renúncias e, claro, de vitórias", comentou o treinador.


O Palmeiras ainda deve ter mais cinco compromissos até a final da Libertadores. O primeiro deles será já nesta quarta-feira (10), às 20h30, contra o Atlético-GO no Allianz Parque.

Veja mais vídeos sobre esportes

Continue lendo