Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
No Santos

Ricardo Oliveira volta a treinar e deve ir a campo no clássico

- Reprodução
Agência Estado
03 mar 2016 às 18:01
Publicidade
Publicidade

Veja mais vídeos sobre esportes

O técnico Dorival Júnior recebeu uma ótima notícia nesta quinta-feira. O atacante Ricardo Oliveira se mostrou recuperado de dores no joelho direito, treinou normalmente e deve ter condições de reforçar o Santos no clássico diante do Corinthians, domingo, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Paulista.

Ricardo Oliveira precisou ser substituído no último fim de semana, diante do Red Bull, justamente depois de acusar as dores no joelho. Ele não participou da atividade de terça nem de quarta-feira, mas trabalhou sem limitações nesta quinta e mostrou estar recuperado.

Publicidade
Publicidade


Mesmo com Ricardo Oliveira em campo, a expectativa para o fim de semana é de um clássico bastante complicado. "Sempre complicado jogar contra eles. Independentemente de onde seja. Sabemos que a motivação vai existir. Mas esperamos fazer um bom jogo e, jogando em casa, vamos tentar sair com a vitória, já que nosso objetivo é ser o primeiro colocado geral", disse o experiente volante Renato.

Leia mais:

Imagem de destaque
Atacante

Santos já lamenta saída de Marcos Leonardo, mas não deve trazer substituto

Imagem de destaque
Após data Fifa

Tite recebe boas notícias no Flamengo e tem força máxima por sprint final

Imagem de destaque
Novo craque

Quais são os planos do Palmeiras para Estevão, sensação do Mundial sub-17

Imagem de destaque
Craque do Palmeiras

Pouco tempo, mas nos braços do povo: como Endrick viveu primeira convocação


O Santos lidera o Grupo A com 12 pontos, enquanto o Corinthians é o primeiro do Grupo D, com 17. E para despachar a principal equipe paulista desse começo de temporada, Renato acredita na força do elenco santista.

"Acho que o nosso forte sempre foi o grupo, que foi praticamente mantido para esta temporada. A amizade que a gente tem fora de campo é fundamental para nós. Acredito que sem a força e o bom ambiente que a gente tem no vestiário, não iríamos conseguir ter o bom desempenho que tivemos no ano passado", avaliou.


Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade