Pesquisar

Canais

Serviços

Ainda na luta!

Rogério Ceni marca, é expulso e Tricolor vira na Vila

Agência Estado
25 out 2009 às 20:11
- Divulgação/VipComm
Publicidade
Publicidade

Não faltou emoção no clássico deste domingo na Vila Belmiro. No fim, melhor para o São Paulo, que mesmo com um jogador a menos nos instantes finais bateu o Santos por 4 a 3 e se manteve no G-4 (zona de classificação para a Copa Libertadores) após a 31.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O time do Morumbi, com 52 pontos e em quatro lugar, está vivo na luta para conquistar o torneio pela quarta vez seguida e sétima na história. Agora são apenas dois de diferença para o líder Palmeiras. Já o alvinegro praiano, com 41, pensa apenas em terminar o ano na zona de classificação para a Copa sul-americana.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


O clássico foi bastante movimentado nos dois tempos, com gols momentos distintos da partida. Até Rogério Ceni desencantou e fez seu primeiro gol na temporada 2009, em cobrança de falta, justamente o da vitória dos visitantes aos 23 minutos do segundo tempo. No entanto, foi expulso 10 minutos depois e quase complicou o triunfo são-paulino, mas com Dênis no gol a equipe conseguiu segurar até o apito final do árbitro.

Leia mais:

Imagem de destaque
Luciano Rodríguez

Agentes querem usar Palmeiras para turbinar carreira de 'novo Suárez'

Imagem de destaque
Velhos conhecidos

Flamengo agoniza antes de Tite rever Corinthians em papéis invertidos

Imagem de destaque
Solidariedade

Palmeiras doará para o Rio Grande do Sul renda de jogo contra o Athletico-PR

Imagem de destaque
Série C

Ávila fala de evolução no Londrina EC, mas se preocupa com campanha


No entanto, antes disso, o confronto já havia registrado muitos momentos de emoção, desde o início. Logo aos 5 minutos, André, substituto do suspenso Kléber Pereira, aproveitou cobrança de escanteio e subiu mais do que toda a zaga são-paulina para inaugurar o marcador.

Publicidade


Mas o São Paulo não demorou a reagir e contou com o talento de Hernanes, aos 12 minutos. Em cobrança de falta de longa distância, venceu o goleiro Felipe e fez o gol mais bonito do jogo: 1 a 1.


A partida seguiu movimentada, com os dois times jogando aberto. Com isso, o Santos se aproveitou de mais um erro do São Paulo na bola aérea, aos 25 minutos, e após cobrança de escanteio de Madson Rodrigo Souto se antecipou ao goleiro Rogério Ceni para desempatar.

Publicidade


Sabendo que o resultado era péssimo, os comandados de Ricardo Gomes partiram novamente para cima e foram recompensados aos 37 minutos. Em cobrança de escanteio, Miranda desvio e Washington, com contribuição do goleiro Felipe, igualou o marcador.


MAIS EMOÇÃO
Se o coração do torcedor bateu forte no primeiro tempo na Vila, a etapa final também não deixou a desejar. Com mais vontade, o clube do Morumbi partiu para cima e virou o marcador aos 15 minutos.

Publicidade


Adrian Gonzales, substituto do suspenso Richarlyson, dominou na direita e cruzou com perfeição para Jorge Wagner, que mandou no canto do goleiro e fez a festa da torcida visitante.


O clássico já parecia se encaminhar para a vitória do São Paulo, claramente com mais uma qualidade técnica, mas uma bela jogada pôs fogo no jogo novamente aos 21 minutos. Pela esquerda, Triguinho avançou em velocidade e cruzou na cabeça de Robson, que havia acabado de entrar no lugar de Felipe Azevedo. Com categoria, ele desviou no canto e deixou tudo igual novamente.

Publicidade


Mas não deu nem tempo de fazer festa no estádio santista. Dois minutos depois, o São Paulo teve uma falta na entrada da área e Rogério Ceni desempatou. Os minutos finais seguiram emocionantes - principalmente após a expulsão do goleiro são-paulino, que fez falta em Jean na entrada da área -, mas a equipe tricolor teve competência para segurar o importante resultado positivo.


RETORNO
Vice-campeão da Copa do Mundo sub-20 com a seleção brasileira, Paulo Henrique Ganso reestreou pelo Santos neste domingo, e vestiu a camisa 10, que antes pertencia a Madson. Fez boa partida, mas não conseguiu desequilibrar a favor dos mandantes.

Enquanto o Santos completa três jogos sem vitórias (antes, havia empatado sem gols contra Vitória e Barueri), o São Paulo se recupera da derrota para o Atlético Mineiro e volta a sonhar de forma concreta com a taça. Mais uma vez, o time deixou o gramado aos gritos de "O campeão voltou".


Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade