Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Paulistão

Santos bate a Portuguesa e se mantem vivo

Agência Estado
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

O Santos venceu a Portuguesa por 1 a 0 na tarde desta quinta, na Vila Belmiro, em partida válida pela 18.ª rodada do Campeonato Paulista, assumindo, assim, a quarta e última colocação às semifinais da competição.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Agora, o Santos soma 34 pontos, a mesma pontuação da Portuguesa, mas com saldo de gols superior (10 a 9). Desta forma, cabe ao time do técnico Vágner Mancini vencer a Ponte Preta, no domingo, às 16 horas, em Campinas, para assegurar sua vaga. Já o time rubro-verde precisa vencer o Santo André, no mesmo dia e horário, no Canindé, e bater o rival praiano no saldo de gols para ficar com o último lugar para as semifinais.

Continua depois da publicidade


A vitória sobre a Portuguesa, no entanto, não ilude os santistas, que sabem da necessidade de vencer a Ponte em Campinas. "Vencemos uma decisão, mas temos uma outra que é bem mais difícil, que será diante da Ponte. Se a gente não vencer, o esforço realizado até o momento não servirá para nada", avisou o meia Madson.


Com apenas uma derrota sob o comando do técnico Vágner Mancini, o Santos não contará com o lateral-esquerdo Triguinho, que recebeu o terceiro cartão amarelo, para o jogo diante da Ponte, enquanto Léo treina para voltar o quanto antes ao time titular.


Pelo lado da Portuguesa, o técnico Paulo Bonamigo, que conhece sua primeira derrota na equipe, não poderá contar com Athirson e Marco Antônio, que terão de cumprir suspensão automática.

Continua depois da publicidade


É DECISÃO
O Santos entrou em campo ciente de que apenas a vitória sobre a rival Portuguesa serviria, e pressionou durante os primeiros 20 minutos, tendo como melhor chance uma cabeçada de Kléber Pereira aos 18.


Aos poucos, a Portuguesa saiu para o ataque e por pouco não abriu o placar com um chute de Christian, aos 28, que exigiu boa defesa de Fabio Costa. Apesar da chance, o domínio era santista, com o trio Madson, Ganso e Neymar, mas oportunidades para abrir o placar não era criadas, deixando a torcida santista apreensiva, ainda mais após a bola na trave de Edno aos 45.


Precisando a todo custo da vitória, o Santos voltou para a segunda etapa disposto a vencer o jogo, e tratou de mostrar isso logo no primeiro minuto, quando Rodrigo Souto achou Madson aberto pela direita. O meia chutou cruzado e, no rebote do goleiro Fábio, Kléber Pereira marcou o gol da vitória, encerrando com seu jejum de três jogos. "Finalmente voltei a marcar e estou feliz por isso, pois é um sinal de que estou melhorando a cada jogo", comemorou o atacante, que passou boa parte do Paulistão de fora por causa de uma lesão muscular.


Com a vantagem logo no começo do segundo tempo, o Santos explorou o nervosismo da Portuguesa, que errava muitos passes no meio-campo, deixando Edno e Christian sem ação alguma. Fábio Costa, inclusive, foi mero espectador.

Mesmo desorganizada, a Portuguesa por pouco não saiu da Vila Belmiro com um ponto e a vaga às semifinais do Paulistão, já que, aos 46, Athirson cabeceou a bola na trave esquerda para o desespero da torcida da equipe paulistana, que tenta, enfim, voltar a disputar um título do Campeonato Paulista.


Veja mais vídeos sobre esportes

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade