Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Brasileirão

Santos deixa escapar vitória diante do Goiás

Agência Estado
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

Bom no ataque, mas frágil na defesa. Este foi o Santos deste domingo, que não conseguiu segurar a vitória e acabou apenas empatando por 3 a 3 com o Goiás, em plena Vila Belmiro. O grande nome da tarde foi Iarley, autor de um e mentor dos outros dois gols do time goiano.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

O resultado manteve o Santos invicto no Brasileirão, mas deixou o time mais longe do líder Inter, o único com seis pontos. O Goiás, também com dois empates, soma dois pontos, assim como a equipe santista.

Continua depois da publicidade


Na próxima rodada, o Santos encara o Fluminense, no domingo, no Maracanã. Na véspera, o Goiás recebe o Internacional, no Serra Dourada.


GOLS DE CARA
Depois de arrancar um empate só nos últimos minutos na estreia diante do Grêmio, no Olímpico, o Santos tratou de ir logo marcando dois.


O primeiro, aos oito minutos, Luizinho recebeu no bico da área e bateu cruzado para Kleber Pereira, em posição duvidosa, só desviar para o gol vazio. Primeiro gol do atacante neste campeonato.

Continua depois da publicidade


O segundo gol saiu quatro minutos mais tarde, e deixou claro que a zaga do Goiás não estava em uma boa tarde. Neymar bateu escanteio da direita e encontrou Rodrigo Souto livrinho para cabecear e fazer o seu primeiro gol no Brasileirão.


Mas para mostrar que não seria tão fácil assim, o Goiás, também na base da jogada de bola parada, diminuiu ainda no primeiro tempo. Após escanteio cobrado por Julio Cesar pela direita, Toloi desviou de cabeça na primeira trave e Iarley ficou livre para desviar de coxa antes da chegada de Fábio Costa.


O susto no final do primeiro tempo acordou o Santos, que voltou a marca logo no começo da segunda etapa. Ainda no primeiro minuto, Neymar bateu falta esquerda e jogou na cabeça de Rodrigo Souto para fazer o seu segundo no jogo.


Apático, principalmente na defesa, o Goiás só conseguiu assustar o Santos quando a bola chegou nos pés de Iarley. Foi ele quem fez o último passe, após boa troca de bolas no ataque, que resultou no gol de Ramalho, em um belo chute da entrada da área, aos 16.


Mas se tudo ia bem para o Santos no ataque, o mesmo não se repetia na defesa, principalmente no que tocava Iarley. Foi praticamente impossível parar o camisa 9, que aprontou mais uma aos 40.

Foi dele o cruzamento da direita, que encontrou a cabeça de Jael, que cabeceou à queima-roupa da pequena área. Fabio Costa ainda conseguiu pegar a primeira, mas Rafael Toloi apareceu livre para empurrar para o gol vazio e frustrar a torcida local que já comemorava a primeira vitória.


Veja mais vídeos sobre esportes

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade