02/06/20
25º/14ºLONDRINA
PUBLICIDADE
|
Sem torcida

Santos pode ter até R$ 700 mil de prejuízo com portões fechados em jogos

Jogar com portões fechados ao público, como deve acontecer quando o futebol retornar após o controle da pandemia causada pelo novo coronavírus, não será uma novidade para o Santos na temporada. O time atuou dessa forma contra o Delfín (EQU) neste ano e, exatamente por causa dessa partida, é possível ter uma base de quanto o clube terá de pagar caso tenha que atuar sem seu torcedor até o fim da temporada: cerca de R$ 700 mil.

Reprodução/Instagram/@santosfc
Reprodução/Instagram/@santosfc


No duelo contra os equatorianos pela Libertadores, o Santos teve um prejuízo de R$ 22 mil com as despesas da partida. Até o fim da temporada, o Santos pode jogar até mais 32 jogos como mandante, caso avance até a final em todos os torneios. Segundo apurou a reportagem, essa média deve se manter, fazendo o total chegar a até R$ 704 mil.

Isso, claro, sem contar a renda que o clube teria com a venda de ingressos para os jogos. O valor leva em conta apenas os custos que o Santos precisaria arcar do próprio bolso para seguir atuando na Vila Belmiro, visto que jogar no Pacaembu, por exemplo, tem um gasto muito maior para o clube. Não é possível, a princípio, atuar em outros locais, como por exemplo um dos campos utilizados para jogos da base no CT Rei Pelé, pois seriam necessárias melhorias para atender aos laudos e certificações da CBF.

Os R$ 22 mil gastos na partida contra o Delfín estiveram assim dispostos: R$ 3,3 mil com alimentação de prestadores de serviço, estafe e policiamento, R$ 2,3 mil com ambulância, R$ 777 com delegado e arrecadador, R$ 3,2 mil com equipe de apoio, R$ 7,5 mil com funcionários e R$ 5,1 mil com geradores. Devido à pandemia do novo coronavírus, ainda não há previsão para volta do futebol, seja do Paulistão ou de competições nacionais. O Santos passa por grave crise financeira e efetuou um corte de 70% nos vencimentos dos atletas e funcionários que recebem acima de R$ 6 mil, o que gerou revolta do elenco que analisa entrar na Justiça.
Eder Traskini - UOL/Folhapress
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Conteúdo relacionado:
Ambicioso
Atléico-MG planeja faturar R$ 100 milhões por ano com nova arena
Ladeira abaixo
Cruzeiro divulga contas de 2019 com déficit de R$ 394 milhões
Futebol Cruzeiro
Mano Menezes aciona Justiça do trabalho e cobra R$ 5,3 milhões do Cruzeiro
Continue lendo
Atacante
Herança ativista faz filho de Lilian Thuram se unir ao pai contra racismo
01/06/2020 16:35
Alex de Souza
Alex é o convidado do Aula Show
01/06/2020 15:40
Ex-NBA
Basta, diz Michael Jordan em reação à morte de George Floy
01/06/2020 15:26
Gratuito
Museu do Futebol apresenta quinze exposições virtuais
01/06/2020 14:51
#BlackLivesMatter
Após críticas de Hamilton sobre silêncio, Leclerc condena racismo
01/06/2020 10:57
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados