Pesquisar

Canais

Serviços

Mercado da Bola

São Paulo negocia chegada de chinês do time de Cuca

AGÊNCIA ESTADO
15 jul 2014 às 15:14
Publicidade
Publicidade

O São Paulo deve ter um jogador chinês no elenco em breve. O clube do Morumbi negocia com o Shandong Luneng, treinado por Cuca, a vinda de um volante do time para um período de experiência no Brasil. Os dois clubes inauguraram nesta terça-feira um projeto de parceria nas categorias de base e o São Paulo vê no acordo uma possibilidade de se internacionalizar no mercado asiático.

"Os chineses já estão querendo trazer um volante para ser testado no São Paulo. É um jogador profissional, disputa o Campeonato Chinês e tem 21 anos", disse o diretor de relações internacionais do clube, Gabriel Aidar. Os dirigentes do Shandong Luneng não quiseram dar detalhes da negociação por considerarem que as conversas ainda estão em estágio inicial.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Nesta terça-feira o São Paulo e o Shandong Luneng inauguraram em Porto Feliz, no interior de São Paulo, um centro de treinamento para as categorias de base. O projeto funciona nas instalações que eram do Desportivo Brasil. O local foi usado pela seleção de Honduras como centro de treinamento para a Copa do Mundo.

Leia mais:

Imagem de destaque
Na quinta

Palmeiras poupará titulares na Libertadores para 'equilibrar elenco'

Imagem de destaque
Entenda

Flamengo: Gerson assume liderança fora do campo enquanto tenta antecipar volta

Imagem de destaque
Lateral-esquerdo

Santos prepara renovação de Felipe Jonatan de olho em venda futura

Imagem de destaque
Diz jornal

Com R$ 490 milhões, Real Madrid é o time que mais lucrou nesta Champions


O local tem cinco campos de futebol, alojamento para 190 atletas, além de piscina e sala de musculação. O centro deve receber jovens de 13 a 17 anos brasileiros e chineses, que terão como técnicos profissionais do São Paulo. É o primeiro local de treinos do futebol chinês a ser montado no exterior e o objetivo do Shandong é descobrir talentos para o clube e também para a seleção do país.

Segundo Aidar, o acordo faz parte do projeto do São Paulo em procurar parceiros internacionais. "Já trouxemos o Kaká em um acordo com o Orlando City, temos uma escola e Macau e agora, temos esse vínculo com a China. Agora estamos à procura de estabelecer alguma relação na Europa", explicou.


Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade