Pesquisar

Canais

Serviços

- Divulgação/VipComm
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Libertadores

São Paulo vira e se classifica

Redação Bonde
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

Com dois gols de Borges na etapa final, o São Paulo derrotou o Defensor, do Uruguai, por 2 a 1, no Estádio do Morumbi. Com o resultado, o clube garantiu a classificação para as oitavas de final da Copa Libertadores, o que aumenta a moral do elenco para o clássico do próximo domingo diante do Corinthians, no Pacaembu, pelas semifinais do Paulistão.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Com 10 pontos, o São Paulo lidera com folga o Grupo 4 da Libertadores - precisa de mais um empate para assegurar a ponta. Defensor e Independiente Medellín (COL) estão em segundo lugar, com 4 pontos. Na próxima quarta-feira, às 21h50, o clube brasileiro joga contra os colombianos, fora de casa, pela quinta rodada da chave.

Continua depois da publicidade


Para a partida desta quinta, o técnico Muricy Ramalho colocou o São Paulo no 4-4-2, um pouco mais ofensivo. Nesse esquema, o time havia realizado suas melhores partidas na temporada. O Defensor, no entanto, entrou totalmente recuado e focado nos contra-ataques. A estratégia uruguaia foi mais eficiente na etapa inicial.


Sem criatividade com a bola nos pés, o São Paulo teve de investir na jogada aérea, que por sinal é o ponto forte do time. A melhor oportunidade dos donos da casa aconteceu aos 33 minutos. Após cobrança de escanteio de Jorge Wagner, a bola foi desviada para o gol, mas Borges, em cima da linha, acabou afastando e salvando o Defensor.


O time uruguaio não tinha poder ofensivo para criar e dependia apenas das falhas dos são-paulinos. E assim foi inaugurado o marcador. Aos 38 minutos, Diego de Souza cobrou falta com curva, na boca do gol. Rogério Ceni tentou fazer a defesa, mas acabou entrando com a bola no gol.

Continua depois da publicidade


Em desvantagem, o São Paulo acelerou o ritmo e criou uma chance para empatar aos 45 minutos. Em cruzamento de Jorge Wagner, o goleiro Martín Silva desviou e Zé Luis chutou para fora. À beira do campo, Muricy Ramalho foi ao desespero.


O São Paulo voltou com uma postura diferente no segundo tempo. O time ficou ainda mais ofensivo aos 10 minutos, quando Zé Luís, machucado, deixou o campo para a entrada de Dagoberto. Apesar de atuar com três volantes, o Defensor ficou desorientando na marcação e passou a ser pressionado.


Aos 13 minutos, Washington recebeu lindo passe dentro da área - foi a primeira vez que o matador penetrou livre na defesa do Defensor. O atacante deu um toque e encobriu Martín Silva, mas a bola explodiu no travessão superior do goleiro e voltou para a defesa uruguaia.


Depois de seguidas tentativas frustradas, Borges trouxe alívio para a torcida. Aos 25 minutos, André Dias tocou de cabeça e a bola sobrou para o atacante dentro da área. Mesmo em posição irregular, Borges pegou com categoria e mandou no canto superior direito de Martín Silva.

A virada brasileira aconteceu quatro minutos depois. Gaglianoni cometeu um erro feio pelo Defensor ao não conseguir afastar a bola dentro da área. Borges aproveitou a bobeira e tocou rasteiro, no cantinho esquerdo do goleiro. Foi o gol que carimbou o passaporte são-paulino para a próxima fase.


Veja mais vídeos sobre esportes

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade