Pesquisar

Canais

Serviços

Não resistiu...

Técnico sul-coreano deixa cargo após fracasso na Copa

AGÊNCIA ESTADO
10 jul 2014 às 13:34
Publicidade
Publicidade

Uma semana depois de a Associação Coreana de Futebol (KFA) garantir a permanência de Hong Myungbo no comando da seleção da Coreia do Sul, o treinador decidiu pedir demissão e deixou o cargo nesta quinta-feira. Ele não resistiu ao fracasso da equipe na Copa do Mundo do Brasil, na qual somou apenas um ponto em três partidas e foi eliminada na primeira fase.

"A partir de hoje, eu estou deixando este posto", disse Myungbo logo no início de uma entrevista coletiva em Seul. "Quando nós fomos para a Copa do Mundo, eu disse que nós daríamos esperança para este povo, mas acabamos dando a eles desapontamento. Eu realmente sinto muito por isso."

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade


Logo após a eliminação sul-coreana o treinador colocou seu cargo à disposição, mas a KFA negou-se a aceitar a saída e o vice-presidente Huh Jungmoo chegou a dizer que a entidade seguiria "acreditando e apoiando" Myungbo e queria que ele liderasse a seleção na Copa da Ásia do ano que vem.

Leia mais:

Imagem de destaque
Morelos

Santos pode usar caso de Lucas Lima para negociar jogador de maior salário

Imagem de destaque
Segredo secreto

Esposa de Carlinhos soube de acerto do marido com Flamengo por Instagram

Imagem de destaque
Acusado de abusos

Atletas protestam contra técnico do Santos em rodada do Brasileiro

Imagem de destaque
Chamado de burro

Yuri Alberto desabafa sobre episódio com Mano Menezes no Corinthians

Mas o fracasso sul-coreano foi mesmo a gota d''água para o técnico. A péssima campanha no Mundial gerou insatisfação da torcida do país, que recebeu os jogadores no aeroporto, quando voltaram do Brasil, arremessando caramelos neles - o que é considerado um insulto no país. Alguns torcedores ainda exibiam faixas, que, entre outros dizeres, estampavam: "O futebol coreano está morto".


Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade