Pesquisar

Canais

Serviços

- Marco Feltrin
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Outro 3 a 0

Tubarão dá mais um vexame

Marco Feltrin - Redação Bonde
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

Mudou o treinador, mas não mudou o resultado. Depois da derrota por 3 a 0 para o Nacional que custou a demissão de Mauro Madureira, o Londrina foi goleado pelo mesmo placar na tarde desta quarta-feira para o Iraty no sudeste paranaense. Com o resultado, o alviceleste vê a classificação cada vez mais distante, e pode terminar a próxima rodada até na zona de rebaixamento.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Adalberto de Jesus assumiu a equipe interinamente e promoveu cinco alterações na equipe titular. Mas as mudanças não surtiram efeito. O time começou a partida perdido em campo, sendo dominado pelo Iraty. Em duas oportunidades, o goleiro Fernando foi obrigado a fazer duas grandes defesas para evitar que o time da casa abrisse o marcador. De tanto insistir, o Iraty chegou ao primeiro gol aos 21 minutos. Murilo recebeu lançamento de Márcio Goiano, Fernando e Warley bateram cabeça na defesa e ele só teve o trabalho de mandar devagar para o fundo das redes. Foi o primeiro gol do jogador de 17 anos com a camisa do Iraty, que o considera uma grande oportunidade de mercado no futuro.

Continua depois da publicidade


O gol desestabilizou ainda mais a equipe do Londrina, que só chegava através de bolas paradas, mesmo assim sem assustar o goleiro Alencar. "O time está apático, pecando muito. Só estamos correndo errado", esbravejou o zagueiro Borges na saída do primeiro tempo.


Na volta do segundo tempo, um sopro de esperança para o Tubarão. Logo aos três minutos, Márcio Goiano foi expulso pelo árbitro após dar uma cotovelada em Diego. Com um a mais em campo, Adalberto resolveu sacar o zagueiro Junior para a entrada de Ivo Dorte, abandonando o esquema de três zagueiros, e ainda colocou Diego Mineiro no lugar de Marquinhos Paraná.


Nem a superioridade numérica adiantou. Em um rápido contra-ataque, Vagner cruza na área e Douglas, livre de marcação, anota o segundo gol. Ele havia acabado de entrar no jogo.

Continua depois da publicidade


A desvantagem tirou qualquer ânimo do time em reverter o placar. Sem iniciativa no jogo, o terceiro gol era questão de tempo. E demorou exatos 14 minutos. Após cruzamento da esquerda, Diego tentou cortar, caiu dentro da área e a bola sobrou para Airton, que dominou e mandou tranquilo para o gol, decretando a goleada. Após o terceiro revés, até o técnico Adalberto perdeu a paciência, reclamou do árbitro Evandro Rogério Roman e acabou expulso.


Cabisbaixo no apito final, Cassiano foi breve: "É difícil explicar". Wesley, pelo menos, tentou explicar os 3 a 0. "Mais uma vez né? É brincadeira. A gente tenta, tenta, tenta, e os caras vão lá e fazem gol. Fica difícil assim. É tudo gol dado, que não pode tomar", desabafou.


O Londrina volta a campo no sábado, às 20h30, diante do Iguaçu no estádio do Café.

VGD
O duelo entre Londrina e Iguaçu seria no estádio VGD, porém, na noite desta quarta, a Comissão de Vistoria da Federação Paranaense de Futebol alegou que o laudo da Polícia Militar não constatava segurança e, a praça esportiva, novamente foi vetada. Com a decisão, o confronto será no Café


Veja mais vídeos sobre esportes

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade