Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Vôlei

Brasileira flagrada no antidoping volta a jogar vôlei

Agência Estado
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

Após mais de dois meses suspensa após ser flagrada em um exame antidoping, a ponta brasileira Elisângela Paulino finalmente voltou às quadras neste domingo para defender a sua equipe, o Florens Castellana Grotte, no Campeonato Italiano de vôlei.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

No entanto, o retorno não aconteceu como ela esperava, já que o Castellana foi superado pelo Scavolini Pesaro, do técnico José Roberto Guimarães e da ponta brasileira Jaqueline, por 3 sets a 0, com parciais de 25/11, 25/20 e 25/14.

Continua depois da publicidade


O resultado mantém o Castellana na nona posição da competição. Na partida, Elisângela entrou no segundo set e fez oito pontos, somente dois a menos do que a também brasileira Soninha, principal pontuadora do time no confronto. Na partida, o Castellana contou com outro reforço de peso: a meio-de-rede norte-americana Danielle Scott, que passou por uma cirurgia na mão e por isso estava afastada.


Elisângela Paulino foi pega no exame antidoping no dia 22 de novembro do ano passado, após o confronto contra o Monteschiavo Jesi. Ela teria utilizado o estimulante isometepteno. A substância, proibida pela Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês), serve para aumentar o desempenho físico.

A jogadora está há cerca de quatro anos no país e é um dos principais destaques do Florens Castellaneta Grotte. Ela também já passou pelo voleibol turco e japonês. No Brasil, a atleta defendeu equipes como Força Olímpica, Brasília, Macaé e Suzano, antes de deixar o vôlei nacional em 2002.


Veja mais vídeos sobre esportes

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade