19/06/21
PUBLICIDADE
Veja a declaração

Giba faz comentário transfóbico sobre Tifanny em papo com Eduardo Bolsonaro

Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

O ex-jogador Giba, que marcou história na seleção brasileira de vôlei, deu uma declaração transfóbica ao falar sobre Tifanny Abreu, jogadora trans que atua pelo Sesi/Bauru.

Em uma conversa com o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o ex-ponteiro disse que o fato de Tifanny atuar em equipes femininas é "completamente fora do normal" e sugeriu um campeonato disputado apenas com trans.


"Se perguntar pra mim, [a resposta é]: faz um campeonato deles [trans]. Não tenho problema com gênero, com nada, mas é completamente fora do normal. Joguei com ele [Tifanny] quando ele era homem ainda, hoje em dia joga com mulheres. Ele foi fazer a cirurgia com 30 e poucos anos, e por mais que você faça o tratamento, ele não vai perder aquela força a mais que temos em relação às mulheres", iniciou.

"Uma pergunta que faço para todo mundo pensar um pouco: se uma mulher é pega no doping com testosterona, ela fica quatro anos fora das quadras. E por que isso não é o contrário? É um questionamento que eu deixo para vocês pensarem um pouquinho", prosseguiu o ex-atleta.

Depois da afirmação, Eduardo Bolsonaro tomou a palavra e disse que trata-se de um pensamento que "nega a ciência".
"O Giba foi muito suave, mas eu explico isso um pouquinho mais profundo. Isso é o que a gente fala na política de um pensamento doentio de esquerda, de ideologia de gênero, é disso tudo. Eles negam a ciência. A ciência é genética, são os hormônios. [...]", falou.

POR QUE HÁ TRANSFOBIA?
Amanda Gondim, advogada atuante em Direitos das Mulheres, LGBTQIA+ e pessoas com deficiência, descreveu para Universa a transfobia como o ódio direcionado à identidade de gênero.

"É diferente da homofobia, que é direcionada a orientação. A transfobia envolve a identidade da pessoa, que é repelida para ser inserida em nossa conjuntura social de padrão cis", disse.

Este preconceito pode se manifestar de diferentes formas, começando por 'piadas' e comentários discriminatórios - no caso de Giba, há a ideia de segregação ao sugerir um campeonato específico para pessoas trans.

EXEMPLO FALSO?
Ao mostrar rejeição em relação ao fato de Tifanny atuar em equipes femininas, Giba utilizou uma notícia considerada como falsa em 2018 pelo site Boatos.org, especializado em desvendar fake news.

"É um caso bem complicado. Eu sou presidente da Comissão Mundial dos Atletas na Suíça e a gente teve essa discussão. Tinham federações que aceitavam, mas as confederações não. Tivemos essa discussão. [...] Um caso que deu embasamento para que a gente não deixe isso acontecer foi o que aconteceu, se não me engano, em um campeonato de luta. Tipo MMA. Uma menina que fez isso da Bélgica, ela deu uma porrada na cabeça de uma tailandesa e a menina morreu com traumatismo craniano. E aí? Como a gente vai deixar isso acontecer?", disse Giba.

De acordo com o site, no entanto, a tal luta sequer aconteceu, já que as lutadoras citadas na notícia simplesmente não existem.

Além disto, as fotos vinculadas à notícia "original" são do velório de outra pessoa - no caso, um diretor, e não da tal lutadora.
UOL/Folhapress
PUBLICIDADE
Continue lendo
Futebol feminino

Pia chama Marta, mas Cristiane fica fora da seleção olímpica

18 JUN 2021 às 12h03
Veja a repercussão

Palmeiras afasta Lucas Lima após atleta ser flagrado em festa clandestina

18 JUN 2021 às 11h20
Sinovac

Jogadores do São Paulo tomam primeira dose de vacina contra o novo coronavírus

18 JUN 2021 às 10h00
Copa América

Brasil goleia Peru por 4 a 0 em noite de testes de Tite

18 JUN 2021 às 09h31
Domina posse de bola

Santos perde para o Fluminense no Maracanã

18 JUN 2021 às 09h23
Nesta quinta!

Contra o Fluminense, Santos tenta repetir sequência da era Sampaoli

17 JUN 2021 às 15h19
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados