Pesquisar

Canais

Serviços

- Reprodução/Instagram
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Venceu na Rússia

Lewis Hamilton alcança a 100ª vitória na Fórmula 1

Ana Luiza Tieghi - Folhapress
27 set 2021 às 08:46
Continua depois da publicidade

Lewis Hamilton, da Mercedes, conquistou a centésima vitória da carreira neste domingo (26) em Sochi, no GP da Rússia. É o primeiro piloto a chegar a essa marca na principal categoria do automobilismo.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Continua depois da publicidade

Havia muita expectativa para a disputa entre o heptacampeão inglês e Max Verstappen, da Red Bull. Os líderes do campeonato se envolveram em uma batida no último GP, na Itália, quando holandês voou com seu carro por cima do inglês, o que tirou os dois da prova.


A maior disputa em Sochi, porém, ficou entre Hamilton e outro piloto inglês, Lando Norris, 21, da McLaren, que conquistou a primeira pole da sua carreira no treino classificatório de sábado (25). No último GP, em Monza, o jovem terminou a prova em segundo, atrás de seu companheiro de equipe, Daniel Ricciardo.

Continua depois da publicidade


A menos de dez voltas para o final da prova, Norris estava segurando a primeira posição, com Hamilton em segundo, e com grandes chances de conquistar sua primeira vitória na F1. O cenário mudou quando, a sete voltas do final, começou a chover em Sochi. Com a pista molhada, sua McLaren começou a patinar.


Na volta 50, Hamilton parou nos boxes para colocar pneus médios, mais adequados para a pista molhada, enquanto Norris desobedeceu a equipe e decidiu continuar com os pneus slick, em um movimento de tudo ou nada para tentar a vitória. Porém, a chuva aumentou e o jovem piloto foi obrigado a parar, faltando apenas uma volta, e o heptacampeão assumiu a liderança.


"Muito obrigada a todos os torcedores. Levou muito tempo para chegar à centésima [vitória] e eu nem tinha certeza se ela chegaria. Lando fez um trabalho incrível. Sou muito grato à equipe e à montadora", afirmou o inglês após a corrida em Sochi.


"Estou infeliz. Devastado. Decidimos não entrar nos boxes e no final das contas foi a escolha errada. Eles [a McLaren] achavam que eu devia fazer o pit stop mas eu decidi que não. Então foi minha escolha. Pensei que fosse o caminho certo", admitiu Norris.


Punido com a perda de três posições na largada deste domingo pela batida com Hamilton em Monza, Verstappen decidiu trocar o motor de sua Red Bull antes da corrida na Rússia, o que rendeu novo castigo e o obrigou a largar em último.


Essa foi sua quarta troca de motor, e apenas três mudanças são permitidas na temporada sem que haja punição. Mesmo com a desvantagem, Verstappen recuperou posições rapidamente e terminou a disputa na segunda colocação.


"Sair da 20ª colocação para o segundo lugar é incrível. Com a punição, foi um ótimo resultado para nós, eu realmente não esperava por isso quando acordei hoje", disse o piloto holandês.


Carlos Sainz Jr, da Ferrari, fechou o pódio, em terceiro. A McLaren ficou com a quarta posição, com Ricciardo, e com a sétima, de Norris.


Com a vitória, Lewis Hamilton assumiu a liderança no campeonato de pilotos, com 246,5 pontos, apenas dois a mais do que Verstappen. Valteri Bottas, colega de equipe do heptacampeão, é o terceiro colocado, seguido por Norris.


A próxima corrida da F1 será em 10 de outubro, em Istambul, na Turquia.


Veja mais vídeos sobre esportes

Continue lendo