Pesquisar

Canais

Serviços

- Reprodução/Site Oficial
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Boxe

Tyson critica pesos pesados e pede nocautes brutais

Agência Estado
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

Há quase quatro anos afastado do boxe profissional, o ex-campeão mundial dos pesos pesados Mike Tyson está decepcionado com os atuais representantes da principal categoria do pugilismo. "As pessoas não gostam de ouvir o que vou dizer, mas faltam nocautes brutais entre os pesados", afirmou o pugilista norte-americano, que em 1986 tornou-se, aos 20 anos de idade, o mais jovem campeão mundial.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Em entrevista ao tabloide inglês The Sun, Tyson afirmou, sem dar nomes, que os principais lutadores da atualidade são lentos demais e não possuem carisma para se tornarem superstars ou atrair a atenção do público. "É muito chato ver as lutas. Poucos golpes são disparados, o que praticamente deixa os duelos monótonos".

Continua depois da publicidade


Segundo levantamento feito pelo canal norte-americano HBO, a categoria dos pesos pesados é a que menos interessa ao público atual, fã dos duelos entre os pesos leves, liderados pelo filipino Manny Pacquiao, juntamente com o mexicano Juan Manuel Marquez e com o britânico Rick Hatton.


Dos 58 combates que Tyson disputou em 20 anos de carreira profissional (1985 a 2005), apenas sete terminaram por pontos. Das 50 vitórias obtidas pelo ''Iron Man'', 44 terminaram antes do previsto. "Reclamaram muito quando minhas lutas terminavam nos primeiros assaltos, hoje muitos desses críticos devem ter saudade de mim", afirmou Tyson.


Tyson, de 42 anos, está em Londres, onde participa de eventos publicitários. Ele aproveitou para aconselhar o britânico David Haye, que trocou a categoria dos cruzadores pelos pesos pesados e deve disputar um cinturão mundial nos próximos meses. "Você precisa ser dinâmico, excitar o público?. Haye soma 22 vitórias (21 nocautes), em 23 lutas.

Continua depois da publicidade

Bastante gordo, muito diferente da época em que fez história em cima dos ringues, Tyson tem motivos para se animar, apesar dos problemas financeiros. Ele assinou contrato com a empresa de videogames Eletronic Arts para ceder sua imagem. O jogo vai colocar Tyson diante de Muhammad Ali, a maior lenda do boxe em todos os tempos. O jogo ainda não tem data para ser lançado no mercado.


Veja mais vídeos sobre esportes

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade