Pesquisar

Canais

Serviços

- Miriam Jeske/CPB
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Brilhou!

Wendell Belarmino conquista medalha de ouro nos 50m livre S11

27 ago 2021 às 10:10
Continua depois da publicidade

Wendell Belarmino é campeão paralímpico nos 50 metros livre masculino da classe S11 (para cegos). Nesta sexta-feira (27), o brasileiro faturou o ouro nos Jogos de Tóquio ao vencer a prova com o tempo de 26s03. O brasiliense de 23 anos, que disputa sua primeira Paralimpíada, já era o campeão mundial da distância, em conquista assegurada em 2019, e agora soma outro feito de peso ao seu currículo.

Continua depois da publicidade


Continua depois da publicidade

O pódio ainda teve o chinês Dongdong Hua, segundo colocado com 26s18, e o lituano Edgaras Matakas, que fez o terceiro melhor na distância, com 26s38. Outro brasileiro na final, Matheus Rheine terminou em sexto lugar, com 27s26.


O ouro de Belarmino é o segundo do Brasil na natação em Tóquio. No primeiro dia de competições das Paralimpíadas, Gabriel Bandeira se tornou campeão com direito a novo recorde paralímpico nos 100 metros borboleta da classe S14.

Continua depois da publicidade


"A ideia era me divertir, tentar chegar ao pódio e nadar o mais rápido possível. Felizmente, o mais rápido possível foi a medalha de ouro. Além de me divertir, estou realizando três sonhos de uma vez só. Vir para uma Paralimpíada, ganhar uma medalha e ser campeão. Não tenho nem palavras, estou muito feliz", disse ao SporTV.


"Eu tirei um peso dos ombros, todo o peso que eu estava foi embora quando eu bati na parede. Ouvir a galera do Brasil gritando. Não me falaram que posição eu tinha chegado, mas do jeito que o pessoal estava gritando, não tive dúvidas que tinha ganhado a prova", acrescentou o nadador, que tem com glaucoma congênito e precisou passar por dez transplantes de córneas.


Belarmino vem sendo dominante desde a sua primeira grande competição nessa classe, o Parapan de Lima, em 2019, onde ganhou medalhas nas seis provas que disputou. Também há dois anos, no Mundial da modalidade, em Londres, conquistou o título mundial nos 50m livre. No mesmo evento, faturou medalhas de prata nos 100m livre e no revezamento 4x100 metros livre 49 pontos.


Antes de Wendell, o Brasil já havia conquistado outras duas medalhas na natação nas Paralimpíadas nesta sexta-feira, sendo que as outras foram a prata de Gabriel Bandeira nos 200m livre S14 e o bronze de Carol Santiago nos 100m costas S12. Em três dias de competição em Tóquio, a natação do país acumula nove medalhas, sendo duas de ouro, duas de prata e cinco de bronze.

Continue lendo