Pesquisar

Canais

Serviços

- Miriam Jeske/CPB
Soma 3 medalhas

Wendell Belarmino garante o bronze nos 100m borboleta S11

03 set 2021 às 09:13
Continua depois da publicidade

Wendell Belarmino se despediu das Paralimpíadas de Tóquio com mais uma medalha. Nesta sexta-feira, ele conquistou o bronze na final masculina dos 100 metros borboleta da classe S11 (para cegos). O brasileiro deixa a capital japonesa com três medalhas, uma de cada lugar do pódio.

Continua depois da publicidade


Continua depois da publicidade

Na prova de hoje, Belarmino virou apenas em sétimo nos primeiros 50m. Já na metade final, ele parecia longe da medalha, mas acelerou para ficar com o terceiro lugar no pódio com o tempo de 1min05s20, ficando à frente do holandês Rogier Dorsman por apenas 0s47.


O Japão fez dobradinha na prova com ouro e prata: Keiichi Kimura (1min02s57) e Uchu Tomita (1min03s59).

Continua depois da publicidade


Além do bronze nos 100m borboleta, Wendell foi ouro nos 50m livre S11 e prata com a equipe brasileira no revezamento misto 4x100m livre 49 pontos. Também participou dos 200m medley SM11, mas ficou apenas na sétima colocação.


Belarmino, 23, nascido em Brasília, havia chegado às Paralimpíadas ostentando três medalhas no Mundial de 2019. Coincidentemente, também um ouro (50m livre S11), uma prata (4x100m livre 49 pontos) e um bronze (100m livre S11).


Com o bronze, a natação brasileira chega a 23 medalhas em Tóquio. Foram oito ouros, cinco pratas e dez bronzes, um recorde em número de pódios para a modalidade.

Continue lendo