23/11/20
PUBLICIDADE
Saiba mais

ExpoLondrina recebe evento para mulheres empreendedoras da região

A Rodada de Negócios teve sua 3ª edição nesta terça-feira (9) na ExpoLondrina 2019. Organizada pelo Conselho da Mulher Empresária da Acil (Associação Comercial e Industrial de Londrina), Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) e SRP (Sociedade Rural do Paraná) reuniu mulheres para divulgar suas empresas, abrangendo diversos segmentos. Neste ano, participaram 170 empreendedoras.

O evento consiste em uma dinâmica em que cada mulher tem dois minutos para apresentar sua empresa para 10 outras mulheres. Ao final do tempo de cada uma, um novo grupo é formado. A intenção é que todas as presentes se conheçam, descreve Marisol Chiesa, presidente do Conselho da Mulher Empresária da Acil. "Em um único dia, ela [empreendedora] fala do seu negócio e conhece outros negócios. Ela identifica fornecedores, identifica novos parceiros e isso é importantíssimo", explica Chiesa.


A advogada Marcia Mileski viu no evento a oportunidade de divulgar o seu escritório de advocacia e seu grupo de empresas. Ela se formou em letras e direito e expandiu seu negócio. Hoje também atua nas área jurídica, contábil e de regulamentação de produtos.

O grande público na 3ª Rodada de Negócios reflete dados de todo Brasil. De acordo com a pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM) 2016, em parceria com o Sebrae, a taxa de empreendedorismo feminino de empresas com até três anos e meio de existência ficou em 15,4%, comparado aos 12,6% entre os homens. Hoje em dia, existem cerca de 8 milhões de empresárias no país.

A motivação para a criação do próprio negócio pode surgir até de experiências afetivas. Erika Regiani, formada em pedagogia e presidente de uma empresa que oferece cursos online para formação de professores da educação infantil, comenta que a ideia veio após uma professora ser a única pessoa que presenciou a primeira palavra do seu filho. "Eu entendi que a educação infantil é uma área muito importante e que eu via ela muito desvalorizada. Como profissional da educação que eu era, despertou a vontade em mim de fazer alguma coisa por esse público", conta Regiani.

Além de questões criativas e burocráticas, a mulher enfrenta ainda o machismo no mercado de trabalho. A desvalorização do seu trabalho é recorrente no país. Pesquisa realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 2017, mostra que a renda média de mulheres no Brasil era de R$ 1.798,72, enquanto a de homens era de R$ 2.578,15.

Embora os dados sejam alarmantes, Regiani demonstra uma visão otimista para o futuro. "Pensando profissionalmente e em oportunidades, eu vejo que o mercado está caminhando para grandes rupturas e que a mulherada está conseguindo alcançar o seu espaço e mostrar o que vieram. E a força da mulher está refletida nesse evento", diz.

*Sob supervisão de Larissa Ayumi Sato.
Bruna Melo - Estagiária*
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Sete anos depois

Esquadrilha da Fumaça retorna aos céus de Londrina

26
13 ABR 2019 às 17h30
Seu bolso no parque!

Confira preços de comidas na ExpoLondrina 2019

90
12 ABR 2019 às 14h21
Neste sábado

Esquadrilha da Fumaça volta a se apresentar na ExpoLondrina

40
12 ABR 2019 às 11h36
O Zé da recaída tá ligando aí

Gusttavo Lima encerra a temporada de shows da ExpoLondrina 2019

2
11 ABR 2019 às 16h43
Na ExpoLondrina

Mulheraço terá palestra sobre mulher no agronegócio

11 ABR 2019 às 15h11
Proteção Animal

Conselho dos Animais pede que ExpoLondrina não realize rodeio

356
11 ABR 2019 às 15h02
Veja mais e a capa do canal
PUBLICIDADE
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados