09/12/19
32º/19ºLONDRINA

Barrados na barragem

Ação conjunta da Guarda, PM e CMTU fiscaliza bagunça no lago Igapó

Ricardo Chicarelli
Ricardo Chicarelli - Operação apreendeu veículos em situação irregular
Operação apreendeu veículos em situação irregular


Quem passou pela rotatória da barragem do lago Igapó I na tarde deste domingo (13) teve de encarar um pequeno trânsito devido a uma operação policial. Uma ação conjunta mobilizou a Guarda Municipal, a PM (Polícia Militar) e a CMTU (Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização) para fiscalizar o local, costumeiramente tomado pelas famílias que buscam aproveitar o domingo.

"Aqui familiares se reúnem nos domingos, mas acaba tendo gente com tráfico de drogas, pequenos furtos e roubos e perturbação do sossego. Isso demanda muito nossa atuação. Nosso policiamento rotineiro por vezes não consegue atender à demanda, então a gente faz essas operações de tempos em tempos", explicou o aspirante Cléverson Bernardi. O patrulhamento contou inclusive com oito cavalos do choque. "A gente tem um revezamento de viaturas, mas no momento há em torno de 10".
Barulho, estacionamento irregular, drogas e lixo são as principais reclamações de quem mora nos arredores da barragem. Segundo Bernardi, o objetivo da operação não é de repressão, mas de prevenção. "Chegamos com tranquilidade, estabelecemos um ponto de blitz e patrulhamento ao redor para inibir problemas e permitir que a população consiga curtir o domingo". Ação semelhante já tinha sido realizada no primeiro domingo do ano e as operações devem continuar por "algum tempo", como afirmou o guarda municipal Daniel Sakama. "Registramos até menor dirigindo", lembrou.
Houve quem saiu de casa pensando em aproveitar o fim de semana, mas saiu no prejuízo, como um jovem abordado que preferiu não se identificar. "Minha moto eu perdi. Estava irregular, tinha comprado por leilão, vou ter que comprar outra", contou. Outro senhor que preferiu não fornecer o nome à reportagem disse que a operação na barragem é "um bom negócio" para as autoridades. "Eles aproveitam para pegar pessoas sem habilitação e que dirigem embriagadas. O que eles querem é coletar dinheiro e aqui é um prato cheio", acusou.
Já Elizeu Martins, que observava a movimentação nas proximidades do lago, disse que frequentemente há roubos nos arredores da barragem e que a presença dos oficiais não o atrapalhou para curtir o fim de semana. A operação seguiu até o início da noite. (Isabela Fleischmann/Grupo FOLHA)
comentários
Continue lendo

Síndico profissional

Sonhos

Pilhas

Humor

Inep vai divulgar notas do Enem

Santo do dia

Santo Antão

Veja mais e a capa do canal