Pesquisar

Canais

Serviços

Investigação - Manipulação de resultados em SP

Agência Estado
10 mar 2016 às 10:29
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
O promotor, José Reinaldo Carneiro, do Ministério Público de São Paulo, pediu na quarta-feira à polícia civil a abertura de inquérito para investigar possível manipulação de resultado envolvendo a partida entre Rio Preto e Grêmio Barueri, pelo Campeonato Paulista da Série A3. Dois jogadores do time da Grande São Paulo relataram que a equipe recebeu proposta financeira para perder o jogo por 4 a 0. Esse foi o resultado da partida.
Essa será a segunda investigação no Estado de São Paulo sob manipulação em jogos de campeonatos paulistas. Desde outubro do ano passado o Jecrim (Juizado Especial Criminal) apura fraudes em várias partidas. O pedido de abertura de inquérito foi feito pelo promotor Paulo Castilho, do Juizado do Torcedor, a partir de indícios em vários jogos, entre eles Vocem 4 x 1 América, pela Segunda Divisão do ano passado. O caso corre em segredo de Justiça, por determinação do juiz Ulisses Pascolati Junior.
De acordo com informação publicada pelo jornal Diário de S.Paulo, foram oferecidos US$ 25 mil para que o Barueri perdesse a partida disputada em 11 de fevereiro. "Existem indícios da prática de fraude no futebol, que é um crime do Estatuto do Torcedor. Precisa ser investigado, é um fato grave", disse Carneiro.
A Federação Paulista se manifestou por meio de nota. Disse que a manipulação de resultados é um "fenômeno global’ e que está atenta ao assunto, inclusive com a criação, em dezembro, do Comitê de Integridade, "cujo objetivo é prevenir e inibir possíveis delitos que envolvam o esporte".
O Sindicato dos Atletas do Estado de São Paulo, por sua vez, pediu à polícia civil e à Interpol que investigue o caso, por haver indícios de participação de uma máfia internacional.

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade