15/11/19
32º/19ºLONDRINA
Mais parece avenida

Movimentada, Serra dos Pirineus tem sinalizações precárias

Edson Neves
Edson Neves - A faixa de pedestre em frente à sede da LBV, na 
rua Serra dos Pirineus está quase toda apagada
A faixa de pedestre em frente à sede da LBV, na rua Serra dos Pirineus está quase toda apagada


Principal acesso a bairros como o Sabará, além de ser usada como rota de veículos que vêm da BR-369, a rua Serra dos Pirineus, na zona oeste, precisa de uma nova sinalização. A via é larga, tem quase 1,5km de extensão e abriga tanto casas quanto comércios. Uma rua que mais parece avenida.

Perambulando por lá, é fácil perceber que o movimento na rua é grande, só que a sinalização em muitos pontos deixa a desejar.

Como exemplos, estão os cruzamentos com as ruas Serra do Monte Alto, Serra Parima, Serra da Bragança, Serra Jureia e Serra do Monte Carlo, todas na metade baixa do Jardim Bandeirantes. Em um dos lados de cada rua, a faixa e o sinal de "Pare" estão praticamente apagadas."Sempre tem uma ‘reladinha’. Você leva cada susto", disse o açougueiro Wanderley Vilela Berbel. "Tem a coisa da velocidade também. Hoje uma cliente quase foi atropelada. Tem motociclista que faz o absurdo de ultrapassar na direita. Falta educação no trânsito", lamentou Berbel. Em toda a avenida Serra dos Pirineus, a velocidade máxima é de 40 km/h.

Das duas lombadas elevadas que existem em toda a rua Serra dos Pirineus, pelo menos em uma delas falta respeito, segundo Rogério Marcos, que tem um pet shop no cruzamento com a rua Serra do Parima. "Além de não ter sinalização, ninguém respeita. Sabe o que eles fazem? Ultrapassam em cima da lombada", denunciou. "Não sei por que colocaram essas ‘tartarugas’...já quebraram tudo", completou Berbel, apontando os equipamentos que dividem os sentidos da avenida.

Subindo, entre as ruas Serra do Monte Alto e Serra das Marrecas, uma faixa de pedestre bicolor (vermelha e branca), que foi feita para chamar a atenção dos motoristas, vai sumindo aos poucos. "A gente fica preocupado, porque tem as crianças da Legião da Boa Vontade (LBV) aqui em frente. Já deu muito acidente aqui, a maioria aquelas batidinhas fracas, mas a gente se assusta", revelou Simone Cristina de Castro, que em sua casa tem apenas o "toco" da árvore, já que ela foi "vítima" de um carro. Além disso, a faixa está localizada muito próxima ao portão de saída de veículos da LBV, que trabalha com aproximadamente 170 crianças de baixa condição social, além de duas turmas de idosos.

Um dos representantes da Sabbi (Sociedade Amigos dos Bairros Bandeirantes e Industrial), Marinho Corrêa, comentou com o NOSSODIA a respeito de um contrato de pavimentação da Serra dos Pirineus. "Até onde sei, existe um contrato em andamento que contemplaria a Serra dos Pirineus e mais sete ou oito ruas vão ser contemplados nesse contrato. Agora, as outras vias também estão apagadas e não devem entrar nesse recape".
A informação foi confirmada pela assessoria da CMTU. "Quando for feito o recape, imediatamente será feita a sinalização", respondeu a Companhia por nota. A reportagem procurou contato com o setor da Pavimentação da Secretaria de Obras, buscando saber o prazo para o serviço na região, mas não conseguiu contato até o fechamento da edição.

Ruas diferentes - Na aba de "Recapes a realizar-se" dentro do setor de "Obras e Pavimentação" do site da Prefeitura, mostra que as ruas que serão contempladas com o recape são, além da Serra dos Pirineus, a Serra das Coroas; Serra do Monte Alto (metade); Serra Formosa; Serra Nova; Serra do Tucumucumac; Serra da Raiz e a avenida Eugênio Brugin.
Edson Neves/NOSSODIA
comentários
Continue lendo

Síndico profissional

Sonhos

Pilhas

Humor

Inep vai divulgar notas do Enem

Santo do dia

Santo Antão

Veja mais e a capa do canal