Pesquisar

Canais

Serviços

- Fotos: Paulo Monteiro
Continua depois da publicidade

NOSSODIA MÓVEL - Flores do Cafezal são contagiantes

Paulo Monteiro
NOSSODIA
31 mar 2016 às 09:05
Continua depois da publicidade

Apesar do nome do bairro, as flores é que se destacam no Conjunto Cafezal, na zona sul de Londrina. Na avenida Eurico Gaspar Dutra, mais de 2.500 mudas colorem o espaço, que divide as duas pistas da principal via do Cafezal. Lugar que hoje também é popularmente conhecido como bairro das flores. As variadas espécies, em sua maioria rosas, são cuidadosamente mantidas pelos próprios comerciantes. Isso desde 2015. A ideia deu tão certo que o espaço se tornou um ponto de referência na região. O canteiro, antes utilizado para o descarte de lixo e alvo frequente dos vândalos, hoje é um admirado jardim. Além das plantas, o zelo reflete nas lixeiras e no gramado. Paisagem que serviu de cenário para mais uma edição do "NOSSODIA Móvel".

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Beleza que contagia

Continua depois da publicidade


A equipe NOSSODIA ficou contagiada com o cuidado da população no canteiro. Os promotores de venda, Roberto Precedino e Carolina dos Santos Cruz, fizeram questão de posar junto às flores.


Fé na vida


A ilustre moradora Ivone Marcolino, 78 anos, também apareceu para prestigiar o "NOSSODIA Móvel" no Cafezal. Se recuperando de um problema de saúde, ela presenteou a equipe do jornal com seu sorriso e posou para a foto com Carolina e Roberto.

Continua depois da publicidade


E a guia rebaixada?


Mas não foi só "cara de paisagem". Aproveitando a visita do NOSSODIA, os moradores também fizeram críticas sobre a principal via do bairro. O aposentado Carlos Lourenço, de 87 anos, um dos mais antigos do Conjunto Cafezal, pediu pela instalação de guias rebaixadas na avenida Eurico Gaspar Dutra. "Fizeram a pintura e sinalizaram toda a via. Mas esqueceram justamente de fazer as guias rebaixadas no início e no fim das novas faixas de pedestres da avenida. Complica bastante a condição dos mais velhos", lembrou ele.


Quebra-molas iriam bem

Balconista de farmácia, Wellington Aurora disse que está sempre disposto a atender os moradores do Cafezal. Sempre atento aos problemas dos mais frágeis, ele explica que o grande fluxo de veículos em alta velocidade oferece riscos para idosos e crianças. "O Cafezal melhorou muito nos últimos anos. Os moradores se conhecem bem e vivem com tranquilidade. O problema é a falta de respeito de alguns motoristas, que passam correndo, principalmente pela avenida Eurico Gaspar Dutra. Essa avenida necessita de lombadas antes das faixas de pedestres, para evitar atropelamentos", avalia Wellington.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade