Pesquisar

Canais

Serviços

Jogadores novos puderam conhecer um pouco da vitoriosa história do Londrina - Ricardo Chicarelli
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Para ver o peso da camisa - Jogadores conhecem a história do clube antes da estreia

16 jan 2019 às 20:08
Continua depois da publicidade

Em visita ao memorial, atletas do Londrina que já conquistaram títulos lembraram das glórias com carinho; quem ainda inicia sua trajetória projetou um lugar de destaque no local

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Os jogadores do Londrina fizeram nesta quarta-feira (16) uma visita ao Memorial Edson Henrique, localizado no estádio Vitorino Gonçalves Dias. É lá que ficam as taças conquistadas ao longo da história do clube, além de fotos, reproduções de recortes de jornais e objetos que representam um pouco dessa trajetória.
A visita teve o objetivo de apresentar essa história aos jogadores mais jovens e/ou que vieram recentemente para o clube e também mostrar a responsabilidade de vestir a camisa alviceleste. Ao ver seu retrato com o uniforme da seleção brasileira sub-20, o técnico Alemão resumiu: "Foi um tempo muito bom". Ele foi campeão do Torneio Internacional de Toulon com a amarelinha em 1995.
O volante Germano ficou um bom tempo em frente ao painel que retrata as conquistas da era SM Sports, muitas das quais ele fez parte, com exceção do período em que atuou pelo Coritiba. Declarou que, ao ver as fotos, as lembranças vieram à tona. "Parece que estou vendo um filme. Mas não só das conquistas, também me vem a lembrança dos treinos, das pessoas com quem joguei", comentou.
Para o zagueiro Silvio, que já viveu oito anos no clube, foi um momento de emoção. "É muito bom ver que a gente ficou marcado para as próximas gerações. A gente está dando continuidade ao legado que outros já tinham deixado: Carlos Alberto Garcia, João Neves, Neneca... São ídolos que fizeram o Londrina ser conhecido nacionalmente e deixaram para nós a responsabilidade da continuidade", afirmou. Ele se disse feliz e satisfeito por poder fazer parte dessa história. "Uma pequena parte dela, porque outros ainda virão e darão continuidade", projetou.
O goleiro Alan relatou que foi a primeira vez que foi ao memorial. "O sentimento de poder ver a história do clube é de muita alegria. Aqui a gente pode ver tudo o que o Londrina conquistou e quem sabe sonhar em ter o nosso nome aqui também. Conquistei dois títulos pelo time: fui campeão do interior (do Paranaense) e da Primeira Liga (em 2017)", afirmou. "Fico muito feliz de estar no Londrina, defendendo o clube mais um ano. E tem tudo para dar certo. A nossa vontade é grande de fazer um bom papel e que Deus abençoe a gente", finalizou. (Vítor Ogawa/Grupo Folha)

Continua depois da publicidade

Nova peita
Em evento que será realizado na praça de alimentação do Boulevard Londrina Shopping a partir das 20 horas desta quinta-feira (17), o Londrina vai lançar os uniformes para a temporada 2019. Serão três modelos: os tradicionais com listras e todo branco e um terceiro uniforme inteiramente azul, parecido com o utilizado no ano passado. (V.O.)


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade