Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Zona oeste - protesto contra desocupação de terreno

Rafael Machado
Grupo Folha
17 mar 2016 às 09:26
Continua depois da publicidade
Moradores de uma invasão localizada na rua Renato Fabretti, no Parque Universidade, zona oeste de Londrina, organizaram um protesto no início da noite de terça-feira contra uma notificação emitida pelo juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública, Marcos José Vieira, que obriga a comunidade a deixar o terreno em até 30 dias.
De acordo com o documento, entregue por um oficial de justiça na segunda-feira, o espaço pertence à Prefeitura de Londrina. Os moradores atearam fogo e bloquearam a rua, não permitindo que nenhum motorista passasse pela região durante uma hora e meia. "No ano passado, nós tivemos a promessa de que seríamos transferidos para algumas casas, o que não aconteceu", disse Janaína Severina da Silva, uma das líderes da manifestação.
A família de Vânia Teodoro ocupou o terreno há 28 anos. Ela mora com as filhas, a mãe, que não pode mais trabalhar por problemas de saúde, e o irmão. "Não incomodamos ninguém. Nós queremos apenas um espaço para ficar. Eu, por exemplo, não tenho para onde ir", lamentou a dona de casa.
O procurador-geral da Prefeitura de Londrina, Paulo César Valle, informou que um diálogo foi estabelecido com os moradores em abril de 2013. Desde então, as negociações não evoluíram. "Ingressamos com ação em março deste ano, e o juiz deu a resposta no último dia 7. Desde o início, procuramos resolver o impasse de uma forma amigável", salientou.
De acordo com Valle, a ocupação aconteceu em uma "área de preservação permanente e de fundo de vale. O município, caso se omita em relação ao assunto, pode ser responsabilizado".

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade