Pesquisar

Canais

Serviços

- © AFP/Arquivo
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

De papo para o ar... na Lua!

France Presse
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

A Nasa pretende construir na Lua instalações que permitam aos astronautas estadas de até seis meses no espaço, como parte do plano de retorno ao satélite natural da Terra antes de 2020, anunciou este mês Carl Walz, ex-astronauta e um dos diretores da área de Missões de Exploração da agência.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

"Necessitamos estabelecer períodos mais extensos de presença na Lua, de até seis meses, como fazemos atualmente na Estação Espacial Internacional (ISS)", disse Walz.

Continua depois da publicidade


"Posso antecipar que construiremos algo similar ao que estamos fazendo na ISS, mas com um conceito diferente: vamos desenvolver sistemas de transporte, vamos viver na Lua, trabalhar na Lua, construir infra-estruturas e utilizar recursos da Lua", explicou.


Para isso, as futuras bases espaciais lunares terão "um setor de habitação, com energia própria, sistema de comunicações e navegação, e um sistema de mobilidade que permite o deslocamento para áreas científicas ou mover materiais", disse.


As prioridades futuras da Nasa são completar a construção da ISS, dar segurança aos vôos dos ônibus-espaciais até 2010, regressar à Lua antes de 2020, e estender a presença humana no sistema solar e mais além, disse Walz, durante o Fórum "Futuro da Nasa", na Universidade de Miami.

Continua depois da publicidade


A Nasa anunciou em dezembro um programa que prevê o retorno do homem à Lua antes de 2020, e que para isso irá substituir, em 2010, os atuais ônibus-espaciais por uma nova versão, denominada "Ares".

A viagem da Apollo 17, em dezembro de 1972, com três astronautas, foi a última realizada pelos Estados Unidos à Lua.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade