Pesquisar

Canais

Serviços

- Divulgação
Continua depois da publicidade

Frango caipira - Cócóricó

Colunista Externo - Bonde
20 abr 2017 às 12:44
Continua depois da publicidade

Criado solto, o franguinho se desenvolvia sem pressa, sem hormônios nem rações. Ciscava e bicava pelo terreiro andando muito atrás de bichinhos e verdurinhas. Crescendo sempre, magrinho e feliz.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Pela manhã o chamado "Pipipipipipipi" juntava as aves ao redor da casa para complementar sua alimentação diária com alguns grãos de milho e restos de verduras. Uma verdadeira festa de penas multicoloridas: carijós, rajados, os mais variados tons de marrom e preto fazendo alvoroço nas manhãs da roça.


Desta maneira eles amansavam e já se podia observar quem estava ficando no jeito, ou melhor, com o peito mais cheio e as pernas grossas. Ali eram separados os mais encorpados que estavam começando a desenvolver esporas e belas cristas.


Num minuto um grito estridente e logo a água fervente. Depenado e limpo tudo se aproveita.
Do sangue o molho pardo.


Das vísceras uma bela farofa.

Continua depois da publicidade


Dos pés, cabeça, asas e pescoço um caldo para fortalecer os convalescentes.


Os demais cortes deste animal maravilhoso de carne mais escura e muito saborosa vão para a panela.


Refogado lentamente com ervas e temperos vai formando um caldo acastanhado de bouquet intenso e muito sabor.


Ai é só comer lambendo os dedos.

Clique aqui para acessar a receita.


Compartilhar nas redes:

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade