03/03/21
PUBLICIDADE
Dicas!

Confira como manter o alimento do pet sempre fresco

Pixabay
Pixabay


Uma alimentação completa e balanceada faz toda a diferença na vida dos cães e gatos. Além de escolher produtos de alta qualidade, o modo de armazená-los também é fundamental para manter os benefícios nutricionais e garantir o melhor aproveitamento dos alimentos.


"Os cuidados com a conservação começam ainda na escolha do alimento na loja. É preciso examinar bem a embalagem antes de efetivar a compra para garantir que o pacote não esteja danificado ou fora do prazo de validade”, explica o médico-veterinário Flavio Silva, supervisor de capacitação técnico-científica da PremieRpet®, empresa especialista em alimentos de alta qualidade para cães e gatos.

Uma vez em casa, ele esclarece que é preciso armazenar corretamente o produto. "Escolher um local arejado, fresco, protegido do sol e da umidade para guardar o alimento é um aspecto muito importante, pois evita a formação e desenvolvimento de micro-organismos como fungos e bactérias”, aponta.

Flavio também indica uma série de boas práticas de armazenamento para não perder os benefícios nutricionais do alimento, confira:

- Mantenha um alimento em sua embalagem original. Além de ser uma barreira de proteção, ela contém informações importantes do produto como a data de validade, os níveis de garantia e ingredientes.

- Potes herméticos são uma boa opção para maior segurança no armazenamento, desde que sejam foscos, à prova de luz e que o alimento seja mantido dentro de sua embalagem original.

- Ao alimentar o pet, retire da embalagem apenas a porção que for oferecer a ele. Caso o alimento não seja consumido em sua totalidade, descarte as sobras e nunca as retorne à embalagem original.

- Após abrir o produto, o alimento seco deve ser conservado de maneira adequada e consumido em até 4 semanas, a fim de preservar o sabor, a crocância e os nutrientes. Já no caso de alimentos úmidos, se não for oferecido todo o conteúdo do sachê em uma refeição, armazene o produto dentro da embalagem original, vedado e refrigerado. O ideal é que seja consumido em até 48 horas após sua abertura.

O médico-veterinário Flavio Silva ressalta, ainda, que o ideal é sempre lavar e enxugar o comedouro antes de reabastecê-lo com alimento. "Não se deve deixar sobras no pratinho, pois esses restos que tiveram contato com a saliva do pet e ficaram expostos ao ambiente podem favorecer o desenvolvimento de micro-organismos e contaminar o próximo alimento”, finaliza.

Seguindo essas dicas, o pet terá um alimento sempre fresco, nutritivo e saboroso!
Redação Bonde com assessoria de imprensa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Você sabia?

Cães e gatos podem ser hemofílicos; conheça causas e sintomas

01 MAR 2021 às 18h05
Saúde animal

Ansiedade piora na pandemia e prejudica saúde dos pets

24 FEV 2021 às 13h20
Em Maringá

Bem-estar Animal resgata dois cachorros de maus-tratos

23 FEV 2021 às 14h03
Pesquisa

Após onda de adoções, abandono de animais domésticos dispara 70% na pandemia

23 FEV 2021 às 13h40
Cães policiais

Guardas municipais do Canil participam de treinamento para aprimorar técnicas

22 FEV 2021 às 17h12
Felinos dominam a internet

No Dia Mundial do Gato, relembre memes que viralizaram dos bichanos

17 FEV 2021 às 15h30
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados